quarta-feira, 19 de abril de 2017

Lista sigilosa de Fachin inclui malfeitos de Lula e Eduardo Cunha

Segundo o Estadão, a lista de investigados que permanece em segredo por decisão de Fachin inclui outros nomes políticos

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, que conseguiu acesso aos documentos, os pedidos de investigação citam, além de Lula e Cunha, o ex-ministro Antonio Palocci, o senador Edison Lobão (PMDB) e o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB), entre outros.

Há relatos de pagamentos de vantagens indevidas em nove campanhas eleitorais, num total de R$ 17,43 milhões, de acordo com o jornal, além de outras irregularidades.

Os casos correm em segredo porque o STF acredita que a divulgação pode atrapalhar o andamento das investigações.


Lula é citado pela sua atuação nas operações da Odebrecht em Cuba, no Porto de Mariel, e em Angola, no contrato firmado com a Exergia.

13 comentários:

Anônimo disse...

Patriotas, às ruas! 6 minutos atrás
🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷
Dallagnol e Lava-jato nos pedem ajuda!!!!!!!!!!!!!!!
https://youtu.be/BKQrpdvkbUw
Vamos passar ESTA NOITE (19/04 - de 4a.p/ 5a. feira) EM VIGILIA com velas, cada um leva as suas, onde costumamos manifestar ( Goiânia: Polícia Federal), APOIANDO Moro, Dellagnol e toda operação lava-jato!
Winter on fire!
Parece que a Lei de Abuso de Autoridade do Senador Renan &Cia será votado amanhã no Congresso.
O MOMENTO É GRAVISSIMO😱

🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷

Anônimo disse...

Editor, por favor, use a palavra correta. Nada de camuflar a realidade com palavrinhas "politicamente corretas". MALFEITOS uma ova! O correto é CRIMES, certo editor? C-R-I-M-E-S. O politicamente correto é invenção desse maldito marxismo cultural. Não caia nessa editor...

Anônimo disse...

Por falar em lula editor, dá uma olhada nessa notícia,Juíza Maria Priscilla Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo, arquivou a ação do Ministério Público de São Paulo sobre o suposto caso de corrupção envolvendo a OAS e a Bancoop no edifício em que o ex-presidente Lula é acusado de possuir um triplex; magistrada apontou "alegações vagas" e uma série de erros na denúncia de 102 páginas dos promotores Cássio Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique de Moraes Araújo e absolveu todos os réus — incluindo o executivo José Aldemário Pinheiro, sócio da OAS, e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto; Lula foi inicialmente incluído na ação, depois transferida para a alçada do juiz Sérgio Moro; decisão, no entanto, torna mais dificil para Moro condená-lo pelo mesmo motivo.

Anônimo disse...

Tá mas quais são os mal feitos?

Unknown disse...

Listar os malfeitos é fácil... quero ver listar um único benfeito!!!

Justiniano disse...


Palocci vai quebrar a omertá da ORCRIM e o Lula sabe que esse sabe de todos os pormenores das suas contas. Pelo jeito Palocci quer ir no velório do Lula, já Zé Dirceu não poderá ir.

Anônimo disse...

cunha era aliado de anos do pt só rompeu em 2015

Anônimo disse...

Estranho que nesta tempestade de nomes e acusações poucos sejam os jornalistas citados, uns defendiam com tanto afinco o projeto criminoso só pela crença?

Anônimo disse...

Anonimo das 11:06 não se afobe, o editor não é bobo ao usar o termo "mal feitos" porque, como advogado, sabe que não tem provas contra lula, tipo checão nominal de 1 milhão, ou seja, o editor se restringe ao genérico todos acusam lula de alguma coisa mas ninguém apresenta provas, ao contrário, no caso do triplex a Justiça de SP "absolveu" lula e, pela lei ninguém responde pela mesma acusação em duas justiças diferentes, sob pena de incorrer no "bis in idem".

Anônimo disse...

Nenhuma afobação anônimo das 13:21. Nada a ver. Apenas devemos usar a palavra correta e não ficar camuflando a realidade, ok? malfeitos é invenção desse patético politicamente correto, para disfarçar a realidade. Falsidade pura.

Anônimo disse...

A editoria Lula do Jornal Nacional continuará crescendo enquanto ele estiver lider...Ao acompanhar a cobertura televisiva da fase atual da Lava Jato e das delações Odebrechtianas pode-se ter a impressão de que agora a chapa esquentou para todo mundo.
Um espectador mais atento sabe que não é bem assim. Lula ainda continua em ‘evidência subliminar’.
Desde que a lista do relator Edson Fachin veio a público na terça-feira da semana passada (dia 11), o Jornal Nacional exibiu – até ontem – 4 horas, 3 minutos e 48 segundos de matérias.
E se contabilizado o tempo dedicado a cada denunciado, Lula estaria em primeiro no ranking.
Ao ex-presidente foram dispensados 33 minutos e 32segundos. Em segundo lugar vem Dilma Rousseff. O levantamento é do site Poder360.
Nem Lula nem Dilma estão mais exercendo qualquer função parlamentar, mas ainda assim Lula é espinafrado no noticiário por um tempo maior que o dobro do primeiro político com cargo em vigência, na plenitude de seu mandato, a aparecer no ranking.

Anônimo disse...

E dá pra confiar no Fachin? Que eu me lembre ele sempre foi aliado do PT, inclusive sendo nomeado para Ministro da Justiça na época que a Lava Jato começou.

Anônimo disse...

Lula é ernesto!!