Índios e até a polícia foram corrompidos pela Odebrecht. Isto aconteceu em Santo Antonio e Jirau. Polícia corrupta era chamada "Tropa de Elite".

O ex-vice-presidente da Odebrecht, Henrique Serrano Valladares, contou que pagou propina a índios para eles não criarem problemas com as obras das hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, em Rondônia.

Henrique: O chefe da tribo lá é o Antenor Karitário. Bonifácio pagava para ele R$ 5 mil por mês, depositado na conta da esposa. E mais R$ 2 mil para o Orlando, deve ser outro cacique lá da tribo. E mais R$ 2 mil para a Associação dos Povos Karitarianos. E mais R$ 1,5 mil pra pequenas associações dos mesmos. Isso aqui é para eles distribuírem entre os índios.

Henrique Serrano disse também que fez pagamentos para policiais na região das hidrelétricas:

Henrique: É um pagamento feito, por uma hora extra, um bico que a polícia fazia e recebia por esse bico para dar proteção no canteiro, principalmente nos momentos críticos, quando aconteciam aquelas invasões, incêndios, lá no outro canteiro em jirau. Então era lá rateado entre eles e aí o nome era "tropa de elite".