Governo Temer recua e proposta de venda livre de terras para estrangeiros não sairá tão cedo

Os militares opõem-se à liberação, por questões de segurança nacional. Hoje, estrangeiro s´compra terra de fronteira com autorização do Conselho de Defesa Nacional.

O governo federal recuou da decisão de enviar  proposta para permitir venda de terras para estrangeiros nas regiões, mas não desistiu de fazer isto.

É forte e contínuo o lobby dois interesses estrangeiros, capitaneados por Walter Lidio Nunes, CEO da Celulose Riograndense, Guaíba, RS.

Também a sueco-finlandesa Stora Enso faz lobby com Valter Lídio. A empresa já tem 43 mil hectares na fronteira oeste do RS e 21 mil deles estão plantados co, eucaliptos.

5 comentários:

Anônimo disse...

um ou dois votos a favor ou MILHÕES CONTRA!

O assunto esse desequilibra o mercado de madeira detonando MILHARES de micro e pequenos produtores,e pode se transformar e MILHÕES de votos CONTRA o facilitador de GIGANTES.

Anônimo disse...

Ótimo! Assim grandes interésses ficam postergados e meia dúzia de deputados e senadores não vão se locupletar!

Tem lobista chorando!!! RSRSRSRS

Anônimo disse...

Deveriam proibir também a demarcação de terras para indios e quilombolas a 100 km das fronteiras. Veja que a Reserva Raposo do Sol fica na fronteira se os índios declarem a sua independência todos os países da fronteira vão apoiar.

Anônimo disse...

Esse governo Temer acabou !
Está paralisado, não consegue ir nem pra frente nem para trás, só espera o tempo passar.

O Temer está na mesma situação que a ANTA estava antes de cair: rodeado de ladrões e sem capital político para governar em um cenário econômico desesperador.

Anônimo disse...

Que segurança Nacional? Drogas, armas ilegais, contrabando pode, mas colocar terras ociosas a gerar impostos não pode. Afinal querem continuar a dormir em berço esplêndido ou fazer o Brasil progredir?