Governo recua em 5 pontos da reforma da previdência. Saiba quais são eles.

Esta tarde, o editor soube que o relatório final da Comissão Especial será lido dia 18.

O presidente Michel Temer afirmou nesta quinta-feira (6), ao ser questionado por repórteres sobre as alterações que serão feitas no texto da reforma da Previdência Social enviado ao Congresso Nacional, que a mudança não pode ser considerada um "recuo". Segundo o peemedebista, o governo decidiu "prestar obediência" às sugestões apresentadas pelos congressistas.

Temer, no entanto, não autorizou que a idade mínima de 65 anos para aposentadoria de homens e mulheres seja reduzida.

1. Regras para trabalhadores rurais – Pelo texto original, os profissionais que atuam em atividades agroeconômicas estariam submetidos à regra geral e só poderiam se aposentar aos 65 anos. A medida é alvo de críticas porque admite-se que a natureza do trabalho rural impõe um tempo menor de trabalho.
2. Benefício de Proteção Continuada (BPC) – O texto original desvincula o benefício de pagá-lo a idosos e deficientes no valor de um salário mínimo. 

CLIQUE AQUI para saber mais.

Um comentário:

Anônimo disse...

Uma sugestão, comecem a Reforma da Previdência pelo topo da pirâmide, pelas mais de 33 MIL autoridades que detém FORO PRIVILEGIADO . !!!