segunda-feira, 3 de abril de 2017

Feltes e Biolchi não querem sair do governo

Os secretários da Fazenda e da Casa Civil, Giovani Feltes e Márcio Biolchji, não querem sair do governo.

Nem que a vaca tussa.

7 comentários:

Anônimo disse...

os coxinhas estão de luto de novo...perderam mais uma eleição....Eles não tem voto .. só tem xiliques e mimimi kkkk....chorem coxinhas asquerosos

Anônimo disse...


Como ficam os jornalistas sabichões, as pitonisas de plantão, que anunciavam e davam como certa a saída dos dois ?

Anônimo disse...

Bom dia,

Aqui há vagas para centenas de indicações políticas, lá no centro do poder nem tanto, chegarão tarde para o rateio do bolo.

Anônimo disse...

Esses 2 mais o governador formam um trio.

Daí a escolha é de cada um: 3 patetas; trio parada dura; triângulo das bermudas ( onde tudo some... ); etc...

JORGE LOEFFLER .'. disse...



Agora para justificar a necessidade de entregar ao capital privado a distribuidora de energia elétrica, a CEEE admitem que a mesma está quebrada. Verdade está quebrada sim, mas o que eles não dizem por que não são honestos é que essa estatal quando Britto/Sartori começaram a desmontar o Estado já tinha sérios problemas. O sindicato dos funcionários que tinha entre seus associados também os advogados da estatal, os quais com muita frequência esqueciam-se de comparecer em audiências trabalhistas movidas pelos sindicalizados resultado a empresa perdedora em tais ações.
Então eles, Britto/Sartori dividiram a estatal em três pedaços, dois dos quais sem dívida alguma e os venderam ao capital privado apurando UM BILHÃO E MEIO DE REAIS. Segundo foi dito à época tal valor seria empregado na quitação das vívidas trabalhistas e o Estado então ficaria com uma empresa saneada financeiramente.
Ocorre que o povo mandou a ambos para casa e assim assumiu o Governador Olívio de Oliveira Dutra. Entre o desfecho da eleição e a posse no novo Governo, Britto irritado por ter sido rejeitado nas urnas torrou todo aquele dinheiro distribuindo asfalto a Prefeitos que haviam apoiado sua campanha à reeleição.
Assim foram eles, BRITTO/Sartori os únicos responsáveis pelo atual estado em que se encontra a CEEE. Foram bandidos e o povo burro deu o Governo do Estado a esse gringo cuja proposta de campanha era fazer o que havia feito em Caxias do Sul onde quando Prefeito entregava um quilo de alimentos a quem entregasse a ele quatro quilos de lixo. Sou velho, tenho muito pouco estudo, mas fui criado para respeitar a quem mereça e me fazer respeitar sempre. Se BRITTO/Sartori não são dois picaretas então sou mesmo burro e o Rio Grande tem alguns milhões e ‘inteligentes’ que ainda votam nesse picaretas.

Anônimo disse...

Para desmamar bezerros só usando focinheira.. quem quer sair do governo no Brasil ???

Anônimo disse...

Correto.

Note que esta turma está procurando motivos e argumentos para justificar a decisão da "venda", que já foi premissa básica do governo traçada antes de assumir.

A motivação real não deve ser bonita, senão seria abertamente colocada nos discursos.

Esses dois sujeitos estão tão empenhados nisto que dá à entender que estão buscando suas "independências financeiras".