terça-feira, 11 de abril de 2017

Eis a lista dos senadores que serão investigados pela Lava Jato. Vanessa Grazziotin é um deles.

A relação de senadores da Lista de Fachin inclui algumas surpresas, como as relacionadas com os nomes de Kátia Abreu, PMDB, e Vanessa Grazziotin, PCdoB, duas das mais vistosas viúvas de Dilma Roussef. A comunista foi para a lista com o marido.

Veja os nomes dos senadores. O PMDB lidera de longe o rol dos que serão investigados.

Do PMDB:
- Eunício Oliveira, do PMDB do Ceará, presidente do Senado;
- Romero Jucá, do PMDB de Roraima;
- Renan Calheiros, do PMDB de Alagoas;
- Edison Lobão, do PMDB do Maranhão;
- Marta Suplicy, do PMDB de São Paulo;
- Kátia Abreu, do PMDB de Tocantins;

CLIQUE AQUI para ler os demais nomes.

11 comentários:

Alberto disse...

Não entendi: o PCdosBestas é um partido tão "ético"! kkkkkk.

Alberto disse...

Kátia Abreu = bem feito traíra!

Anônimo disse...

Do PT, nenhum Senador editor?

Anônimo disse...

Espero que o Facchin agilize esses processos e que esses criminosos sejam julgados antes das próximas eleições.

Anônimo disse...

interessante so focar na dita senadora e os outros? alguns do partido que o Editor é simpático?

Anônimo disse...

E Gleisi Hoffman ? Um absurdo não estar na lista !!

Anônimo disse...

ESSA GRAZIOTIN É UMA VERDADEIRA VADIA COMUNISTA, UM CHUPETERA DE FIDEL... COMUNISTA BOM É COMUNISTA MORTO

Anônimo disse...

editor, ai tem mais senadores do teu PMDbosta....kkkk

Anônimo disse...


Governo Temer colocou na pauta várias reformas urgentes, como a da Previdência, com projeto antigo do PT, mas o povo honesto brasileiro não saiu pras ruas pedindo essas reformas, e sim pedindo o fim do "fôro privilegiado pra bandidos, ladrões políticos".
Pelo fim da corrupção.

Nenhum projeto pode ser aprovado por um Congresso repleto de bandidos, desmascarados pela Suíça, pela Interpol e pelo MPF, todos concursados e sem indicações políticas, portanto sem cabresto bolivariano.

Anônimo disse...


Governo Temer colocou na pauta várias reformas urgentes, como a da Previdência, com projeto antigo do PT, mas o povo honesto brasileiro não saiu pras ruas pedindo essas reformas, e sim pedindo o fim do "fôro privilegiado pra bandidos, ladrões políticos".
Pelo fim da corrupção.

Nenhum projeto pode ser aprovado por um Congresso repleto de bandidos, desmascarados pela Suíça, pela Interpol e pelo MPF, todos concursados e sem indicações políticas, portanto sem cabresto bolivariano.

Anônimo disse...


Governo Temer colocou na pauta várias reformas urgentes, como a da Previdência, com projeto antigo do PT, mas o povo honesto brasileiro não saiu pras ruas pedindo essas reformas, e sim pedindo o fim do "fôro privilegiado pra bandidos, ladrões políticos".
Pelo fim da corrupção.

Nenhum projeto pode ser aprovado por um Congresso repleto de bandidos, desmascarados pela Suíça, pela Interpol e pelo MPF, todos concursados e sem indicações políticas, portanto sem cabresto bolivariano.