Dilma Roussef diz que conversou com Marcelo Odebrecht depois de uma diarréia

Ao lado, trecho assinalado da entrevista de Dilma para Mônica Bérgamo.

A presidente cassada Dilma Roussef não consegue conter a língua imprópria, nem mesmo quando confessa o tipo de mistura que faz entre lembranças da sua participação em conversas com corruptos e corruptores da Lava Jato e acontecimentos relacionados com os governos do PT.

O episódio escatológico narrado ao lado pela petista, certamente será repetido por ela na aula inaugural que fará no dia 8 de maio no Salão de Atos da Ufrgs, já que as autoridades universitárias que a convidaram sabiam bem o que fizeram quando a convidaram.

Em uma entrevista concedida à Mônica Bergamo e publicada na Folha de S. Paulo, Dilma Rousseff tentou justificar uma conversa tida com Marcelo Odebrecht, citada por ele em sua delação, usando “diarréia”.

Marcelo Odebrecht havia dito em seu depoimento que avisou à ex-presidente que as investigações da Lava Jato chegariam a ela num encontro no México, e para justificar Dilma diz não ter entendido o que ele falava pois estava aliviada após ter corrido para o banheiro.

11 comentários:

Anônimo disse...

A diarréia deve ter levado seus últimos neurônios!

Anônimo disse...

ela nao viu nada em 14 anos , hehhhe, e agora foi desmascarada nao tinha o q dizer entao disse isto-a q estava saindo da patente quando odebrcht falou com ela, mas a anta esquece que odebrecht esteve muitas vezes com ela, ele já disse tambem que dilma lhe pediu pessoalmente 12 milhoes p campanha,- jaula nela

Anônimo disse...

Diarreia mental ela tem todos os dias...

Anônimo disse...

Ela deve ter sentido um alívio na cabeça depois de ter despejado um carrinho de mandioca! KKKKKKKK

Anônimo disse...

Mais que bah, até churrio perene já serve de pretexto.

Anônimo disse...

Ela diz que o que o Marcelo tem o jeito dele de falar, embrulhado. Conhece bem ele.

Anônimo disse...

Quando penso que chegamos ao fundo do poço, aparece outro poço. Vai levar 100 anos para a política brasileira tornar-se algo minimamente sério.

Anônimo disse...

Cada vez que ela tenta pensar acontece isto, é a alegria permanente dos fabricantes de papel higiênico!

Unknown disse...

Tenho dúvidas se ela algum dia teve neurônios. Rsrsrsrs.😂

Fernanda Mizumoto disse...

Tenho dúvidas se algum dia ela teve neurônios. Rsrsrsrs.😂

Anônimo disse...

A partir de agora passará a ser chamada de Dilmarréia.