Alexandrino Alencar diz que a comunista Manuela D'Ávila levou R$ 350 mul de dinheiro sujo da Odebrecht

Conforme o ex-diretor da Odebrecht, Alexandrino Alencar, a comunista Manuela D'Ávila levou R$ 350 mil de dinheiro sujo da Odebrecht:

1) Em 2008, R$ 300 mil irrigaram a campanha de Manuela D'Ávila à prefeitura de Porto Alegre, por meio de caixa 2.

2)  Manuela voltou a ser beneficiada na campanha para reeleição a deputada federal, em 2010, dessa vez com R$ 50 mil, também por meio de caixa 2. 

Alexandrino recordou que, nas planilhas da Odebrecht, o codinome de Manuela era "avião", mas garantiu que não tinha uma razão específica para tal.

Sobre este último ponto, há controvérsia, porque foi o próprio Alexandrino quem escolheu o apelido.