Alexandrino Alencar conta como deu dinheiro sujo para Maria do Rosário

No vídeo que o leitor poderá acompanhar a seguir, o delator da Odebrecht, Alxandrino Alencar, conta como resolveu dar R$ 150 mil para Maria do Rosário.

"Foi direto para ela, sim", disse o ex-diretor de Relações Institucionais da empreiteira.

E denunciou:

- O dinheiro foi pelo "potencial de liderança e fui procurado por ela em Porto Alegre.O valor saiu pelo setor de Operações Estruturadas.Ela confirmou o potencial ao ser nomeada ministra de Direitos Humanos.

As investigações autorizadas pelo STF não falam em propina, mas em falsidade ideológica, ou seja, recebimento do dinheiro via caixa 2, portanto sem declaração à Justiça Eleitoral.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir.

13 comentários:

Anônimo disse...

Se fosse em outro país....
Já teriam renunciado....com todas essas denuncias..
mas...no Brasil...( país de bandidos)...............................................................

Mordaz disse...

Por isto que ela entende tanto da alma do bandido. Isto foi da Odebrecht, imagina das outras.

Anônimo disse...

Não adianta ela dizer que não teve caixa 2 ou que não sabia.
Se alguém da equipe dela "arrumou" dinheiro sujo.....
Coloca todo mundo na cadeia ...
... depois que eles que se virem pra sair.

Anônimo disse...

Snif, snif...eu não sou corrupta...é vingança das zelites de zóio azul...

Anônimo disse...

muito potencial...kkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Direitos Humanos ? Futura ministra ?

Anônimo disse...

Com a descoberta de caixa 3, sabe-se por que negam o caixa 2.

Anônimo disse...

O " potencial" de Maria do Rosário só vale R$ 150 mil ???

Anônimo disse...

E os manos agora, sem sua defensora, como ficarão?

Anônimo disse...



Quá! Quá! Quá! Quá! Quá! Mas no presídio não tem fascista, só gente amável que está lá porque a sociedade deu as costas para eles. Estão esperando uma alma tão boa como a sua para dividir uma cela...!

Anônimo disse...

esta adora defender bandidos, safada comuna suja

Anônimo disse...

Bolsonaro 2018.

Anônimo disse...

General Augusto Heleno 2018.