terça-feira, 7 de março de 2017

Silêncio obsequioso cerca delações contra Paulo Skaf, Fiesp

O diretor da Odebrecht, Claudio Melo Filho, não suavizou as delações contra Temer, Padilha e Moreira Franco.

No jantar do Jaburu, foram R$ 4 milhões para o PMDB, via Padilha e Yunes, mais R$ 6 milhões para Paulo Sakf, SP (leia a seguir).

Os R$ 4 milhões foram para a campanha de Temer com Dilma.

O caso de Skaf, presidente da FIESP, então candidato ao governo de SP, vai passando em brancas nuvens pela grande mídia.

13 comentários:

Anônimo disse...

NA FARSA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA, INOCENTES ÚTEIS FANTASIADOS DE PERIQUITO VERDE E AMARELO E BATUQUEIROS DE CAÇAROLA FESTEJAM O PAPEL DE TROUXAS!!!!

Paulo Skaf, presidente da FIESP, financiou o "patinho" que estava à frente dos desfiles pró-impeachment.

Agora a população é chamada para pagar o pato!

As caçarolas utilizadas nas batucadas dos inocentes úteis serão utilizadas para "flambar" o patinho.

Inocentes úteis que marcharam pelo impeachment, atualmente se olham diante do espelho e veem um pato!

Logo abaixo, receitas com carne de pato:

http://pt.petitchef.com/receitas/receita-de-pato

http://www.receitasja.com/receitas/carne-de-pato/

http://www.tudogostoso.com.br/receita/154234-pato-caipira-chic.html


Anônimo disse...

para os paneleiros vestidos de periquito, (gostei dessa),olhem desde quando o ELISEU QUADRILHA DO PMDBosta ROUBA A NAÇÃO:

Os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) ignoraram um relatório técnico e excluíram o ministro-chefe licenciado da Casa Civil, Eliseu Padilha, de processo que cobrava pagamento de R$ 7,2 milhões por obras superfaturadas em 2001, ano em que comandava o Ministério dos Transportes no governo Fernando Henrique; relator do caso no TCU, o ministro Bruno Dantas contrariou o parecer dos auditores e considerou que a sugestão para responsabilizar Padilha era desproporcional, blindando assim o ministro..

fora o pato da FIESbosta.....não foi o pete que inventou a corrupção...o erro foi se aliar ao PMDBosta.....

Unknown disse...

"O empresário brasileiro é honesto até o momento em que tem que se relacionar com o governo"(Mário Garnero - Brasilinvest)

Anônimo disse...

Além de usar toda estrutura do sesi para alavancar sua candidatura, isso de forma irregular, também contou com pixulekos amealhados da petroroubaras. Bem safadinho esse turkinho!

Anônimo disse...

Se cavar pode ter minhocas.

Anônimo disse...

O mesmo que pagou pelo pato amarelo da Paulista e agora, provavelmente vai pra cadeia, por ser um dos mais ilustres empresários corruptos brasileiros.

Anônimo disse...

Pato ao molho de laranja: 1 pato inteiro limpo
500g de batata pequena
Suco de 3 laranjas
Suco de 1 limão
100g açúcar
½ xícara (chá) de óleo
2 colheres (sopa) vinagre de vinho tinto
1 tablete de caldo de carne
Pimenta-do-reino
Sal
20g de salsinha picada

Anônimo disse...

Caro Políbio
Temos um governo que dedica o seu tempo para fugir da polícia. Ele,seus ministros, bem como aliados do Congresso Nacional. A que ponto chegou o Brasil!
Esther

Anônimo disse...

Tadinho do Lula, perdeu o puxadinho que ganhou dos amigos, como são malvados os coxinhas, só perseguem bandidos da pior espécie!

Anônimo disse...

kkkk, rindo até agora dos patos (nós).....culpa de uma midia podre, igual a esse blog que só fala bem de quem patrocina o mesmo......bando de canalhas hipócritas...

Anônimo disse...

Acho que antes do Pato ser preso, tem um Bode do cavanhaque branco na frente.

Anônimo disse...

Que partido pertence o pato? Será que o partido do pato também fazia parte do desgoverno do bode?

Anônimo disse...

Pois é, agora essa: paulo skaf e seu pato. Esse sujeitinho nunca me enganou - é fake mesmo, amiguinho do temeroso. Vai entrar no pau também, com pato ou sem pato! Viva a Lava Jato!!!