Relatório de sindicância do Badesul confirma pressão de dirigentes para empréstimos sem garantias reais

Financiamentos concedidos à Wind Power Energy, Iesa Óleo e Gás e D'Itália Móveis resultaram em rombo de R$ 157 milhões. Apuração da Procuradoria-Geral do Estado responsabiliza 23 pessoas por erros

A reportagem é de Carlos Rollsing, Zero Hora de hoje:

As 112 páginas do relatório final da sindicância do Badesul afirmam que pressões feitas por dirigentes da agência entre 2011 e 2014 levaram à concessão de empréstimos sem análise de risco consistente e sem a obtenção de garantias reais. Para acelerar e flexibilizar critérios de financiamentos, funcionários seriam pressionados e ameaçados de demissão para obedecer determinações da diretoria e inflar artificialmente as notas de clientes nas avaliações de risco.
De acordo com o relatório, documentos sumiram e foram preenchidos de forma irregular. 

Os procedimentos decisórios ficaram sob controle da Diretoria de Operações, que, segundo o relatório, atuava em "ritmo frenético" para elevar o volume de empréstimos do Badesul durante o governo Tarso Genro (PT).

CLIQUE AQUI para saber muito mais, inclusive sobre as velozes tramitações dos pedidos de empréstimos milionários da Wind Poiwer, Iesa e D'Ítália, todas em calote com o banco.

5 comentários:

Unknown disse...

Privatiza já!!!
Não adianta gastar tempo com este imbróglio!!!

Anônimo disse...

ERROS apontados pela PGR????? Erros coisa nenhuma, nestes "ERROS" estavam
os "ACERTOS DA QUADRILHA"!!! E que quadrilha mais ACERTADEIRA, hem, acertavam
só NA MOSCA!!!! E por falar em MOSCA, como tem MOSCÃO escalado pelo Sartori,
que nestes "poucos dias"que já tiveram de governo ainda não desbarataram
este quadrilhão. É só um pouco mais de tempo que o pessoal do Tarso Genro
vai chamar os MOSCõES de CÚMPLICES, esperem para ver!

Anônimo disse...

Isso é uma Agência de Fomento sua anta, estuda um pouco! Vai estudar legislação e depois vc volta pra bancar o bater!!!!

Anônimo disse...

O Falso Genro, chefe da ORCRIM estadual, não vai ser chamado à responsabilidade? Vão deixar escapar, como já está quase livre a "alma mais honesta defe paif"?

Anônimo disse...

Quem passa panos quentes em bandido é cúmplice, simples.