Páscoa tem aumento nas vendas e queda em número de vagas

A páscoa deverá movimentar R$ 2,1 bilhões no país, um crescimento de 1,3% em volume de vendas - já descontada a inflação -, na comparação com 2016. A estimativa é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Este pode ser o maior aumento real de faturamento para o período desde 2014, quando a variação no volume de vendas foi de +2,6%. Já a geração de vagas será menor em relação ao ano passado. 

A expectativa é que sejam gerados 10,7 mil postos de emprego, sendo que, no ano passado, foram 11,3 mil. Os supermercados responderão por 60% das vagas geradas e pagarão um salário médio de admissão de R$ 1.170.

Segundo a CNC, o aumento nas vendas tem relação direta com a queda nos preços, pois a variação média da cesta composta por bens e serviços mais demandados nesta data (4,6%) foi a menor desde o mesmo período de 2008.