Não se deixe enganar por estes 600 documentos levantados para comprometer Michel Temer

Desde o início da semana, jornalistas que foram comensais de verbas publicitárias milionárias dos governos Lula e Dilma, tentam encontrar crimes nas empresas que o advogado José Yunes mantém sob guarida do seu escritório e da qual fazem parte grandes investidores e até mesmo o presidente Michel Temer.O editor leu atentamente as primeiras denúncias,m publicadas terça-feira pelo jornalista Luiz Nassif, divulgou o que leu e advertiu para a existência de factoide grosseiro.
Neste sábado, quem toma a frente do mesmo assunto é um grupo anônimo, intitulado por isto mesmo de Anonymus, que também nada apresenta de criminoso.

As 600 páginas de documentos divulgados, trazem apenas meia dúzia tem a ver com Temer, mas nenhum deles revela qualquer irregularidade.

Em uma semana marcada pela forte crise política gerada pelas delações da Operação Lava Jato, o grupo ciberativista Anonymus Brasil reuniu documentos de empresas na tentativa de associar o presidente Michel Temer a diversos empresários e políticos brasileiros – alguns também citados na mesma investigação.

CLIQUE AQUI para ler o que publica hoje o site gaúcho Sul21,ligado ao PT. O editor recomenda leitura atenta, porque o embuste é muito claro.