domingo, 5 de março de 2017

MPF denuncia novos ataques à Lava Jato

Carlos Fernando é o cabeça branca.

CLIQUE AQUI para ler, também, "Corrupção e reforma da previdência faz rejeição de Temer subir a 89%nas redes sociais (El País).

A denúncia foi replicada hoje pelo Estadão, através de reportagem assinada por Ricardo Brandt, Fausto Macedo, Julia Affonso e Mateus Coutinho.

Leia:

O discurso de que a Operação Lava Jato atravanca a retomada da economia no País, conjugado com a virtual queda de interesse das pessoas sobre o tema do enfrentamento à corrupção e a articulação crescente de políticos emparedados pelo escândalo para aprovar leis de salvaguarda aos investigados, colocaram os procuradores da força-tarefa, em Curitiba, na defensiva.

“Estão tentando um esvaziamento lento e gradual da operação, mas a Lava Jato tem força própria.”

A opinião do mais antigo dos procuradores da força-tarefa, que investiga a corrupção na Petrobrás, Carlos Fernando dos Santos Lima, é fruto de tensão ímpar que tomou o QG da Lava Jato, no sétimo e oitavo andares do Edifício Patriarca, região central de Curitiba, nesse início de 2017.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

8 comentários:

Anônimo disse...

A Lava Jato não pode parar para "SALVAR" os corruptos vagabundos ... O que eles querem??? Continuar ROUBANDO livremente, "em paz" ??? Por quê ??? Seriam esses corruptos deslavados, cínicos e abjetos "DONOS" do Brasil, que não podem ser "IMPORTUNADOS" ??? Criminosos hediondos, ladrões e vagabundos é o que eles são. Na China, e em outros países asiáticos, teriam sido condenados À MORTE e EXECUTADOS exemplarmente, sem direito a apelação ... VIVA A LAVA JATO !!!!!!!!

Ernani Mottin disse...

Estão agindo desta forma porque as lideranças petralhas não tem estudo!!!
Se tivessem, saberiam aquele princípio da física que se aplica a todas as situações da vida real:
"A toda ação corresponde uma reação de mesma intensidade e em sentido contrário"!!!
Mas isto nem nossos educadores atuais, rendidos à lavagem cerebral do populismo comunista, parecem conscientizar.

Anônimo disse...

CRIMINOSOS nos altos cargos, este é o fato.

Anônimo disse...

O descrédito da lava jato é o seu próprio agir. As pessoas se deram conta ou estão se dando q as punições são seletivas não há ninguém do mais corrupto partido tucano preso além do que a espetacularizacao dos agentes funcionários públicos se faz só para aparecerem....triste isso

Anônimo disse...

52 anos e prestes a aposentar? Ô maravilha...

Jorge Loeffler disse...

O que não dizem e isto me preocupa é que os AGENTES do MP tanto no âmbito federal quanto estadual estão com as unhas de fora e indo além, muito além de suas chinelas vez que pretendem assumir a INVESTIGAÇÃO CRIMINAL que é prerrogativa da única autoridade policial que há que é o DELEGADO DE POLÍCIA. Eles faz tempo que se juntam com os guardas estaduais aqui denominados brigadianos e se atravessam em atividades que não lhes dizem respeito e também por isto não há POLICIAMENTO NAS RUAS. Os que são competentes passam em concursos para DELEGADO DE POLÍCIA e os que não logram êxito viram brigadianos. POLÍCIA no mundo civilizado é uma atividade exercida por civis, pois lida com civis, com o povo. Policiais são preparados para pensar e agir ao passo que milicos são treinados a obedecer a ordens e por isto essa ditas polícias MILITARIZADAS são uma excrescência. Jamais darão certo. Esse foi um grande erro dos constituintes isto para não dizer uma enorme cagada.

Anônimo disse...

Militei na vida pública por muito tempo, vi muita coisa, mas como agora, tomou uma dimensão muito grande.
Hoje entendo a importância da estrutura montada para combater a corrupção. Existe uma facção criminosa muito grande e poderosa, e não é de agora que ela atua. Tem muita gente que parece boa, envolvida. Este momento é de apoiar o trabalho que está sendo feito para o bem do Brasil. Seja o partido que for! Estou farto de tanta roubalheira, parece que descobrir esse crime é fácil, são fortunas tiradas diariamente dos cofres públicos. Espero que esses promotores, delegados, juizes e toda equipe tenham ânimo e vontade para cumprir seu dever e mostrar que vale a pena ter esperança por um país melhor. Os adversários são muito poderosos, é a investigação só começou apenas na Petrobras. O Supremo não permitiu investigar o BNDES, Eletrobrás, Min. das Cidades, Transportes, etc.

Anônimo disse...

Moro diverte o público enquanto o país é vendido
5 de março de 2017 por esmael | 19 Comentários

A principal função jurisdicional do juiz federal Sérgio Moro parece ser “divertir” e “distrair” — do italiano “divertere” — o distinto público enquanto o país é dilapidado.


Enquanto o magistrado da Lava Jato diverte o público com sua perseguição ao ex-presidente Lula e ao PT, o país é vendido na bacia das almas.
Note o caro leitor que as ações de Moro sempre coincidem com um evento de grande importância política ou econômica.
As conduções coercitivas em 2016, ano de eleições municipais, auxiliaram muito os candidatos do PSDB aqui e acolá. (Vide o caso de São Paulo, onde o tucano João Doria colheu bons frutos).
Enquanto o público se distraia, o pré-sal era vendido, o desemprego aumentava, o ensino médio era destruído com uma reforma para inglês ver, o golpe de Estado avançava em detrimento da democracia.
Agora, numa nova ofensiva contra Lula, outra vez coincidentemente, trama-se para tirar mais direitos dos trabalhadores.
Enquanto Moro diverte, o Congresso Nacional pretende votar esta semana o fim das garantias trabalhistas com a lei das terceirizações.
Enquanto Moro distrai com a pirotecnia midiática, o governo ilegítimo de Michel Temer conspira pelo fim das aposentadorias e institucionalização do trabalho escravo no país.
A Lava Lato do juiz Sérgio Moro, coincidentemente, corrobora com a venda do país e a retirada de direitos dos trabalhadores.