Moro manda sequestrar cobertura de R$ 1,5 milhão "alugada" por Lula

A cobertura é vizinha a esta ao lado. Ela é usada por Lula, que diz não ser dele. 

A Justiça Federal avaliou em R$ 1,594 milhão a cobertura 151, vizinha ao apartamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ocupada por ele desde os tempos em que era presidente da República. O apartamento foi avaliado e sequestrado por ordem judicial. Em relato por escrito, a oficial de Justiça avaliadora Edilamar Dormas afirmou ter entrado em contato com a segurança do ex-presidente no dia 6 de fevereiro, quando foi informada que ele não poderia recebê-la, por estar de luto. Dona Marisa Letícia havia falecido três dias antes, no dia 3. O pedido de sequestro foi assinado por Sérgio Moro.

No mesmo dia, segundo a oficial, o advogado Roberto Teixeira entrou em contato e disse que Lula ocupa o apartamento desde 1 de fevereiro de 2011 e que o contrato estava em nome de dona Marisa Letícia. Ele ficou de enviar cópia. Passados dois dias, diz a oficial, ela voltou a entrar em contato e o advogado informou que não tem cópia do documento. A ordem de sequestro foi cumprida.

O documento do sequestro e a avaliação foram anexados nesta segunda-feira (6) a um dos processos que Lula responde na Lava Jato. De acordo com o documento, o apartamento - um duplex - possui 188,9 metros quadrados de área privativa, três dormitórios (um deles suíte) e três vagas de garagem.

CLIQUE AQUI para saber mais detalhes.