segunda-feira, 13 de março de 2017

Instituto Methodus erra feio em Gravataí ao prever a vitória da perdedora do PDT

Às vésperas das eleições de Gravataí, Grande Porto Alegre, sete da GM, a candidata Rosane Bordignon distribuiu milhares de panfletos com os dados da pesquisa de intenções de votos feita na véspera pelo Instituto Methodus.

A pesquisa demonstrou uma virada espetacular da mulher do ex-prefeito Daniel Bordignon, que foi cassado depois de eleito.

Seria uma virada fantástica sobre o candidato Marco Alba.

Saiu tudo errado.

O resultado final, registrado ontem a noite pelo editor, foi o seguinte:

Marco Alba, PMDB, 40,04%
Roisane Bordignon, PDT, 36,7%
Anabel Lorenzi, PSB, 19,56%
Rafael Linck, Psol, 2,48%
Valter Amaral, PT, 0,97%
Sadao Makino, PSTU, 0,31%

13 comentários:

Anônimo disse...

DNA petista não muda nunca...

Anônimo disse...

É por isso que não acredito nessas pesquisas!A mesma coisa acontece com o Lula que é colocado em primeiro lugar com mais de sessenta por cento de rejeição! Só um desmiolado votaria em um homem que acabou com a economia do país!

Anônimo disse...

O Instituto METHODUS trabalha SEM MÉTODO .!!!

Anônimo disse...

O eleitorado está aprendendo a VOTAR e já aprendeu os truques:
MIDIA AMIGA, BLOGS AMIGOS e PESQUISAS SUJAS. Isto não engana mais ninguém!!!

Anônimo disse...

a pelegada do PT está migrando em massa para o PDT, fiquem atentos aos novos (velhos) discursos...

Anônimo disse...

Os institutos de pesquisas erraram até na campanha dos EUA, não iriam errar aqui . Faço como o Ex Presidente Janio Quadros dizia:"Façam suas próprias pesquisas", não acreditem nesses institutos.Única pesquisa que eu acreditava era o da Rádio Jovem Pan que a "democracia" civil proibiu, nunca vi a Jovem Pan errar uma boca de urna.

Anônimo disse...

Sempre aconteceu esse tipo de sugeira, lembram que colares esta na frente com pontuacao de primeiro turno na hora ganhou olivio...desdobre houve mudanca de ultima hora...a unica pesquisa seria e feito pelos partidos

Anônimo disse...


E quem acredita ainda em institutos de pesquisas, todos comprados pelo PT???

Ad pesquisas sempre foram e são todas "fakes", pra enganar trouxas, adeptos do voto útil.

Só muito otário pra acreditar nessas pesquisas, em que nenhum conhecido jamais foi consultado pelas tais "pesquisas", feitas sob medida, pra favorecer o PT.

O PT apodreceu e já morreu. Mas os zumbis continuam a nos incomodar. Só faltam ser enterrados!

Anônimo disse...


E quem acredita ainda em institutos de pesquisas, todos comprados pelo PT???

As pesquisas sempre foram e são todas "fakes", pra enganar trouxas, adeptos do voto útil.

Só muito otário pra acreditar nessas pesquisas, em que nenhum conhecido jamais foi consultado pelas tais "pesquisas", feitas sob medida, pra favorecer o PT.

O PT apodreceu e já morreu. Mas os zumbis fedidos continuam a nos incomodar. Só faltam ser enterrados!

Anônimo disse...

Parece que o eleitor está gostando de fazer os institutos de pesquisas de bobos.
Votam contra. É isso aí. Contra os vendedores de "favoritos"

Anônimo disse...


Aqui em Porto Alegre, os institutos de pesquisa davam como certa a vitória de Luciana Genro, sempre na frente das pesquisas!

Nos EUA era a Hillary Clinton! Favoritíssima. Trump? Um pobre coitado!
Aí deu no que deu!

A salvação dos institutos sempre é a tal de "margem de erro"!

Rick Samuca disse...

Erra feio porque? A pesquisa apontou empate técnico, uma vez que a margem de erro era de 4 pontos percentuais. Agora tem que falar também da pesquisa studio se Polibio, onde colocava a Rosane em terceiro e bem longe da Anabel. As pesquisas Methodus e do sindicato firam as que mais chegaram perto do resultado. És mais da Imprensa pmdbista isenta.

Roberto Garcia disse...

A propósito do comentário do leitor Rick Samuca, para ajudar na análise, a Studio Pesquisas divulga seus resultados:

Gravataí - RS
Eleição suplementar - 12/Março/2017

A Studio acertou todos seus prognósticos dentro da margem de erro do levantamento:

Studio TRE Dif.
Marco Alba 37,5% 40,0% 2,5%
Rosane Bordignon 36,8% 36,7% -0,1%
Anabel 22,3% 19,5% -2,8%
Rafael Linck 1,7% 2,5% 0,8%
Valter Amaral 1,1% 1,0% -0,1%
Sadao Makino 0,7% 0,3% -0,4%
Percentuais sobre votos válidos
Margem de erro: +/- 4%