Fim da roubalheira e da irresponsabilidade fiscal do PT permitiu o fim da recessão

O editor chama a atenção dos leitores para a enxuta e consistente análise que recebeu dos economistas do Bradesco,  que ao avaliarem os números sobre a queda do PIB no quarto trimestre do ano passado (-0,9%), divulgada ontem pelo IBGE, concluem que ela contém viés de melhora e por isto projetam crescimento de 0,1% para o primeiro quadrimestre deste ano.

A recessão parece ter chegado mesmo ao fim, depois de dois anos com números jamais vistos antes no século passado e neste século:

2015 - -3,5%
2016 - -3,6%

A derrubada dos governos do PT, que além das roubalheiras de dimensões oceânicas, produziram recessão profunda e não quiseram ou não foram capazes de encontrar meios de contê-la, permitiu a retomada da governabilidade (governo Temer, na foto) e da aplicação de duras políticas públicas de ajuste fiscal (ministro Meirelles, na foto).

CLIQUE AQUI para ler a análise.