quinta-feira, 30 de março de 2017

Desempenho negativo do setor de serviços em janeiro sugere queda do IBC-Br (PIB do Banco Central)

O setor de serviços seguiu enfraquecido neste início deste ano, sugerindo queda do IBC-Br em janeiro, caso a projeção de alta de 1,3% das vendas do varejo se confirme hoje

A receita real de serviços caiu 2,2% na passagem de dezembro do ano passado para janeiro, descontada a sazonalidade, de acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) divulgada ontem pelo IBGE. Quatro dos cinco segmentos recuaram na margem, com destaque para serviços profissionais, administrativos e complementares (-14,5%). Dentre os que entram no cômputo do PIB, houve desempenho negativo de transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (-0,7%) e de outros serviços (-3,0%). Em contrapartida, serviços de informação e comunicação subiram (5,5%). Na comparação interanual, a receita total de serviços caiu 7,3%, acumulando contração de 5,2% nos últimos doze meses. 

O setor de serviços voltará a crescer apenas a partir do segundo trimestre, diante do ajuste menos intenso do mercado de trabalho e da retomada da atividade industrial.

Nenhum comentário: