Brigada Militar apreende 500 celulares no Presídio Central

Em 14 meses, a Operação Avante, da Brigada Militar, apreendeu, em 49 edições, 483 celulares dentro da Cadeia Pública de Porto Alegre (Presídio Central). As ofensivas começaram em 25 de fevereiro de 2016 com a finalidade principal de apreender e coibir o arremesso de materiais ilícitos para o interior do prédio e de apreender os existentes.

Até o momento foram apreendidos, ainda, 7kg de maconha; 305g de crack; 902,6g de cocaína; um revólver calibre .38; 236 comprimidos de ecstasy, 132 comprimidos de Pramil (viagra), duas balanças de precisão, 356 chips de celular, 62 carregadores de celular e quatro pés (planta) de maconha, entre outros itens. 

Atualmente, o Presídio central soma 4.721 presos.