Base de Sartori quer votar projetos do pacote nesta teça-feira

Os deputados estaduais da base aliada do governador Sartori articulam-se para colocar as matérias do pacote de ajustes na pauta da sessão de amanhã, terça-feira. No entanto, antes de votar os projetos remanescentes do pacote de reestruturação do Estado, os parlamentares têm que apreciar dois vetos do governador e oito textos em regime de urgência.

O governo disse que está preparado para votar todos os projetos e acha que tem votos suficientes para aprovar todas as matérias. mas o PDT, que é da base e tem 7 deputados, é contra as PECs (Propostas de Emenda à Constituição) que retiram o plebiscito para privatizar a CEEE, Sulgás e CRM (Companhia Riograndense de Mineração), que mudam a data-base do salário dos servidores públicos e que autorizam o parcelamento do 13º salário do funcionalismo.

Na semana passada, o líder da bancada do PP, deputado João Fischer, cobrou a retomada das votações no Parlamento em uma reunião no Palácio Piratini com o chefe da Casa Civil, Márcio Biolchi (PMDB). "Temos uma pauta para votar, e a sociedade nos cobra uma resposta", avisou. Fischer pediu também a retirada da urgência de alguns projetos, como o que trata dos créditos presumidos. 

Nenhum comentário: