Artigo, Estadão - Mentir pode custar caro

O governo alemão pretende multar empresas como Twitter e Facebook que não apagarem publicações com discurso de ódio ou notícias falsas; no Brasil, projeto de Lei visa prender quem divulgar esse tipo de conteúdo       

O governo da chanceler Angela Merkel apresentou ao Bundestag – a câmara baixa da Alemanha – um projeto de lei que prevê multa de até 50 milhões de euros – aproximadamente R$ 165 milhões – para empresas como Twitter e Facebook, duas das mais populares redes sociais, que não apagarem em até 24 horas as publicações de seus usuários que contenham discursos de ódio ou veiculem notícias falsas. A medida já é considerada a mais dura ação de um governo para frear a propagação das chamadas fake news.


Segundo o ministro da Justiça alemão, Heiko Maas, as redes sociais não estão agindo com a rapidez necessária para impedir a propagação de conteúdo ofensivo ou mentiroso por meio de suas plataformas. “Pouquíssimo conteúdo criminoso vem sendo apagado da internet, e quando isso acontece não é na velocidade que esperamos”, disse o ministro em recente entrevista ao jornal britânico Financial Times.

CLIQUE AQUI para ler mais.