sexta-feira, 17 de março de 2017

Análise, Heitor Klein - A inversão da gangorra do mercado exportador de calçados

Ao contrário do ano passado, quando vivíamos um momento de contração da demanda interna por calçados, ao passo que as exportações indicavam uma espécie de “porto seguro” da atividade, em 2017 a gangorra se inverteu. Com uma política internacional influenciada pelas atitudes do polêmico presidente norte-americano Donald Trump, a taxa cambial perdeu qualquer rumo.

Como sabemos, para o exportador dois fatores são essenciais: um câmbio estável e com o dólar cotado em nível de competitividade e que proporcione a formação de preços adequados ao mercado internacional. Já a estabilidade se faz fundamental porque a mudança brusca dos valores prejudica as negociações internacionais, com preços instáveis gerando insegurança para os agentes envolvidos na operação.

CLIQUE AQUI para ler tudo.




Nenhum comentário: