Alta nas commodities faz País ter melhor cenário para comércio externo em 3 anos

Nesta reportagem do estadão de hoje, a repórter Cleide Silva trata de um tema que interessa demais à economia do RS. Leia tudo:

O Brasil entrou em 2017 com o melhor cenário dos últimos três anos para o crescimento das exportações. Dados da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex) indicam que os termos de troca brasileiros – a relação entre os preços das exportações e o das importações – atingiram o melhor nível desde 2014. Grande parte desse comportamento está relacionada à alta dos preços das commodities (matérias-primas, como soja e minério de ferro), que representam cerca de 60% das vendas externas do País.


Na relação dos termos de troca, os preços das exportações do País cresceram acima dos preços das importações. As vendas externas foram puxadas, principalmente, pelo aumento do minério de ferro, cuja cotação mais que dobrou num ano. Em janeiro, o índice de termos de troca ficou em 117,3, número mensal que não era atingido desde janeiro de 2014 (ver gráfico ao lado).

CLIQUE AQUI para saber mais.

3 comentários:

Anônimo disse...

Bananal vendendo produto bruto. País preguiçoso e sem inovação.

Anônimo disse...

O economista que fez esta análise deve ter comprado o diploma.
Vejam que o dolar estava a R$ 4,00 agora está R$ 3.00.
Então quem produz produtos para exportação como a agricultura está tendo um prejuízo monumental

Anônimo disse...

Esse País é uma vergonha, quem não investe em ciência e tecnologia vai continuar sendo mero exportador de commodities mesmo, a ultima contribuição do Brasil para a humanidade no campo da tecnologia e bem aceita pela comunidade internacional, foi o uso do creme de barbear para a marcação da bola nas faltas cometidas numa partida de futebol, País de tolos.