Vivo e Claro lideram ranking de reclamações no Procon de Porto Alegre

Durante o mês de janeiro, mais uma vez as empresas de telefonia (fixo/ móvel/ banda larga) computaram o maior número de reclamações no Procon Porto Alegre. As empresas de telefonia contabilizaram 18,49% do total de 1.730 atendimentos registrados no órgão no período.

Na segunda posição do ranking do Procon, aparecem representantes do setor varejista, responsáveis por 5,02% das reclamações do mês. Na terceira colocação, está o segmento de TV por assinatura, que possui 3,92% das queixas totais de janeiro.

CLIQUE na imagem acima para ver o ranking dos grandes players de telecom no Procon Porto Alegre, somando-se todas as reclamações com o total de 2015, por mês em 2016 e de janeiro de 2017 (o mês de dezembro de 2016 não foi divulgado pelo Procon) - Grandes players: Vivo/GVT, Claro/Net, Oi e TIM.

6 comentários:

Anônimo disse...

Digo por experiência própria que embora o sinal dá vivo seja bom, é a pior operadora do Brasil! A claro é boa, mas quase sempre que chega a fatura, tenho que ligar para reclamar alguma cobrança indevida, além de atenderem mal, geralmente não resolvem, fazendo com que a reclamação sempre vá parar na ANATEL ou PROCON. Ou seja, viver no Brasil está ficando cada vez mais insuportável e sair é praticamente impossível!

Anônimo disse...

QUE SORTE QUE TENHO A OI

Anônimo disse...

Aos defensores ferrenhos da privatização e consequente monopolização de setores importantes e de relevante interesse público como infraestrutura, energia e telecomunicações, fica para reflexão o caso das teles: péssimos serviços (vide Procon), maiores tarifas do mundo e formação de cartel (apenas 4 operadoras em um país de 200 milhões de habitantes). Ninguém ampara o consumidor, até as multas aplicadas pela ANATEL pelo desrespeito ao cliente (20 bilhões) estão sendo perdoadas no senado.

Fica a reflexão: Será mesmo que essas empresas nas mãos do capital privado são realmente um bom negócio para o povo?

Eu antes era um "privatista", defensor do estado mínimo, mas hoje, diante dos fatos, me oponho a essa idéia.

Polibio, você não escreveu ainda sobre o escândalo das teles. Sugestão de leitura: http://noticias.r7.com/blogs/andre-forastieri/2016/12/19/presente-para-teles-pode-chegar-a-r-105-bilhoes/

Anônimo disse...

Proporcionalmente ao número de clientes, a OI lidera, pois é a pior e nem deveria estar operando.

Anônimo disse...

E a "OI"? Poh!! É um serviçinho muito porco...uso pré-pago para não me incomodar e mesmo assim já ganhei duas vezes na justiça da OI. Agora eles bolaram outro modo de roubar do usuário. Ao ligar para outra pessoa e ligação fica cortada e lá se vai os créditos.
Empresas de telefonia no Brasil é como cassino.

Anônimo disse...

As "TELES" são o maior exemplo de como as privatizações funcionam no Brasil. Serviço de péssima qualidade e preços absurdos.