Vale e Petrobras puxam Bovespa, que tem quarta alta consecutiva

A Bovespa fechou em alta pela quarta sessão consecutiva, nesta sexta-feira, favorecida principalmente por fatores vindos do cenário externo. A elevação da nota de risco Petrobras promovida pela agência de classificação de risco Standard & Poor's impulsionou o mercado na parte da tarde e ampliou o otimismo que já caracterizava os negócios.

Dados positivos da China, valorização do petróleo e bom humor nas bolsas de Nova York completaram o cenário benigno para a renda variável neste dia. Com isso, o Ibovespa terminou o dia aos 66.124,52 pontos, com ganho de 1,79%. Os negócios somaram R$ 8,8 bilhões.

Nenhum comentário: