TRF-2 mantém nomeação de Moreira Franco, mas lhe tira foro privilegiado

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região decidiu derrubar a liminar de uma juíza federal da primeira instância do Rio de Janeiro e manter a nomeação de Moreira Franco à Secretaria-Geral da Presidência da República, cargo recriado pelo presidente Michel Temer na semana passada.

O juiz federal Alcides Martins Ribeiro Filho, da Sexta Turma Especializada do TRF-2, no entanto, tirou de Moreira a prerrogativa de foro privilegiado conferida pela posse na pasta.

7 comentários:

Unknown disse...

M
Temer vai denunciar maus tratos aos animais... vai acionar o Ibama... gato Angorá não pode ser maltratado!!!

Mordaz disse...

Juízes se lixando para as leis. O país cada vez cai mais.

Anônimo disse...

ANGORÁ, LOBÃO , BRAHMA, TREM, ÍNDIO, É TUDO PATRIOTA DA GEMA!

Anônimo disse...

Excelente medida. Este malfadado foro privilegiado que erre apenas aos interesses dos corruptosdeve cair, por bem ou na marra.

Anônimo disse...

MAIA ADMITE TER AJUDADO OAS NOS AEROPORTOS

11/02/2017 - Brasil 247

Complica-se a situação do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ); emails trocados com Léo Pinheiro, da OAS, revelam que ele apresentou requerimentos à Secretaria da Aviação Civil, então comandada pelo sogro Moreira Franco, para levantar informações que, depois, foram repassadas ao presidente da empreiteira; ato contínuo, Maia cobrou doações que chegaram a R$ 1 milhão; nos próximos dias, ele deve ser denunciado ao Supremo Tribunal Federal por corrupção e lavagem de dinheiro por ter subordinado seu mandato a interesses do seu doador de campanha; depois de ter negado, Maia admitiu ter repassado informações à OAS.

Anônimo disse...

Acredito piamente que agora o Psol e puxadinhos estão satisfeitos.
Só que quando do episódio semelhante do Lula,eles não se manifestaram .
Naquela oportunidade,segundo dizem,Lula seria preso por ladrão.
É mole ?

Anônimo disse...

Devem tirar o FORO PRIVILEGIADO não só do Moreira Franco, mas de todos os políticos. Isso é uma vergonha, autorização para roubar sem ser incomodado.