terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Segue em dificuldades acordo para a recuperação fiscal do RJ

A falta de acordo atrapalha os interesses do governo do RS, que quer a mesma coisa.

A União e o Rio de Janeiro não chegaram a um consenso nesta segunda-feira para antecipar os efeitos da negociação sobre a recuperação fiscal do Estado, e o Congresso Nacional e a Assembleia Legislativa terão até 30 dias para votar os termos do acordo.

A decisão é do ministro relator do assunto no Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, cujo sobrenome verdadeiro é Fuchs. O “x” foi adotado na juventude.

CLIQUE AQUI para ler, também, entrevista de José Roberto Ermírio de Moraes, conselheiro da Votorantim: "O navio parou de afundar. Estamos de volta à racionalidade econômica".

Um comentário:

Anônimo disse...



Parou de afundar, mas continua fazendo água.

Graças ao rombo feito no casco por vorazes ratos, que embarcaram sem consentimento ou autorização.