Sairão esta tarde as instalações das Comissões das Reformas Trabalhista e da Previdência

Será esta tarde, 15h, a instalação da Comissão Especial da Reforma da Previdência. No mesmo horário, também será instalada a Comissão da Modernização Trabalhista.

O deputado gaúcho Darcísio Perondi é titular da primeira e suplente da segunda.

11 comentários:

Fernando disse...

Vai entrar na pauta o fim da estabilidade dos parasitas públicos, é o minimo que se pode fazer, todos são iguais frente a lei.

Anônimo disse...

Josias diz que Temer e companhia apertaram o botão do f-se:

09/02/2017 - Brasil 247

O jornalista Josias de Souza resumiu a sensação deixada por Michel Temer e seus aliados nas últimas semanas, quando perderam todas as inibições em demonstrar que estão tentando estancar a sangria da Lava Jato: "À procura de um torniquete, a oligarquia política decidiu ligar o botão de dane-se!", disse...

Anônimo disse...

A quadrilha assumiu o Governo!

Mas, não foi para isso que a Globo deu o Golpe?

09/02/2017 - Conversa Afiada

O genial Bessinha motivou o ansioso blogueiro a refletir sobre recentes acontecimentos.

• "MT", 43 vezes citado na Lava Jato, nomeia para o Supremo do Ministro Gilmar um amigão do peito, militante tucano de SP, e plagiador vulgar - segundo a Fel-lha, em reportagem exemplar de Fabio Victor, Thais Bilenky e Diogo Bercito​.

• A Justiça impede que o gatinho angorá, 23 vezes homenageado na Lava Jato, depois de sumir com um aeroporto, se blinde com o cargo de ministro.

• O PMDB do Senado elege Edson Lobão, outro lavajatense, para a Comissão de Constituição e Justiça que vai sabatinar o plagiador vil.

• O Presidente da Câmara e, de fato, vice-presidente da República, o Botafogo, tomou grana da OAS.

• Eduardo Cunha, que, segundo Ciro Gomes, operava de mano com o então presidente da Câmara, MT, para depositar jabutis nas medidas provisoras, o Cunha escreve afiado artigo na Fel-lha, onde acusa o cachalote de ter aberto um "hotel de delações" em Curitiba.

E a Cegonhóloga no Mau Dia Brasil veste a capa de Madre Superiora e esculhamba os MT, angorás, Lobões e Maias!

Um horror, diz ela!
Um horror, Urubóloga!

Quem derrubou a Dilma e instalou a quadrilha no poder?
A Globo!

A mesma Globo das Mirians, Ataulphos, Kamels e Bonners!
Quatro Cavaleiros do Golpe!
E agora estão horrorizados!

Só tem um pequeno problema, amigo navegante...
Tem uma quadrilha no banco de reservas...

Pronta para dilapidar - ainda mais! - os cofres públicos, os que, agora, a Cegonhóloga defende com o fervor de uma cruzada.

A turma no banco de reservas é composta pelo Careca, o Mineirinho, o Santo, o Aloysio 300 mil, o filhinho do FHC Brasif, aquele tucano da Paraíba que faz chover dinheiro...

Quando a Cegonhóloga vai esculhambar o exército de reserva?

Só depois de a Globo comprar a Oi.
E o serviço ficar completo.
E o crime de quadrilha inscreverá muito mais do que quatro predadores!

PHA

Anônimo disse...

Velha mídia agora denuncia excessos da Lava Jato e de Sérgio Moro:

9 de fevereiro de 2017 - Blog do esmael

A Folha de S. Paulo e o Estadão, nesta quinta (9), detonam os procuradores e a Lava Jato. A primeira acolhe opinião de Eduardo Cunha, que fuzila Sérgio Moro; o segundo, denuncia o caráter antidemocrático da força-tarefa.

Tardiamente, os jornalões se pronunciam quando os seus começaram a cair. Mas eles têm razão. Vamos ao que eles dizem:
O Estadão abriu fogo contra o caráter autoritário da Lava Jato e cobrou posição firme da OAB.

Para o Estadão, a opinião de procuradores do MPF, como a de Deltan Dallagnol, fere o Estado Democrático de Direito e não representa a instituição.

O procurador defende a condenação de uma pessoa mesmo que paire alguma dúvida se de fato ela cometeu o crime do qual é acusada.

Já a Folha cedeu hoje espaço opinativo para Eduardo Cunha defender-se. Sobrou para o juiz Sérgio Moro.

O ex-presidente da Câmara acusa Moro de transformar a carceragem da PF em Curitiba num “hotel de delação” da Lava Jato.

Cunha detona o instituto da prisão provisória com regra, pois, segundo ele, representa uma antecipação de pena, sem condenação.
O ex-deputado classificou como espetáculo deprimente da denúncia contra o ex-presidente Lula.

Ao final, Eduardo Cunha retoma a discussão da lei contra abuso dos juízes. (...)

Unknown disse...

Hora das corporações e pelegos serem contra tudo que represente a reforma fiscal dos estados!!!
Hora de elles lutarem por seus privilégios imorais!!!

Anônimo disse...

LULA CRIOU O FÓRUM NACIONAL DO TRABALHO (FNT) PARA DISCUTIR A REFORMA TRABALHISTA – NÃO DEU EM NADA!!!!

A EMBROMAÇÃO VAI COMEÇAR DE NOVO!!!!


O Fórum Nacional do Trabalho (FNT) foi criado pelo Decreto n. 4.796, de 30 de julho de 2003, com a finalidade de coordenar a negociação entre os representantes dos trabalhadores, empregadores e Governo Federal sobre a reforma sindical e trabalhista no Brasil.

Composição:
a) Instituições Financeiras = 51 representações;
b) Instituições Industriais = 34 representações;
c) Instituições de Transportes = 43 representações;
d) Instituições Comerciais = 38 representações;
e) Instituições Rurais = 37 representações;
f) Outras = 10 representações.
Total = 213 representações institucionais.


RESULTADO FINAL:

As propostas do FNT, após relatório final da Comissão de Sistematização, foram transformadas na Proposta de Emenda Constitucional - PEC 269 e em projeto de lei, enviados ao Congresso Nacional em março de 2005.

E está no Congresso Nacional até hoje!

A conferir nesses links:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802007000100007
http://www.comciencia.br/200405/reportagens/04.shtml
http://projeto.unisinos.br/rla/index.php/rla/article/viewFile/92/70

Anônimo disse...

Políbio, o que eu quero saber é como anda o movimento na Renner da Padre Chagas.

Unknown disse...

Marajás e pelegos atiçados... o resto que se exploda!!!

Anônimo disse...

Enquanto isso as fundações públicas que foram extintas continuam a gastança desenfreada, seria melhor mandar os empregados para casa, enquanto negociam com os sindicatos as demissões.

Anônimo disse...

Essas Reformas Trabalhista e da Previdência não poderia ser feita por políticos e sim por especialistas na área. Acho isso muito sério e não podemos brincar com as conquistas do trabalhador. Os políticos já mostraram que são incapazes de fazer um trabalho sério quando não os beneficia. O trabalhador é sempre o perdedor e devemos todos estar atentos.

Anônimo disse...

Concordo com o internauta das 11:45 , a Reforma da Previdência é um assunto SÉRIO DEMAIS para ser tratado por políticos. Especialistas na área deveriam tratar da Reforma da Previdência. Ninguém sabe , até hoje, se a Previdência é deficitária , de fato. Quantos devem à Previdência, quem são os devedores . Parece-me que o próprio governo é um dos maiores, senão o maior, devedor dos recursos da Previdência. O primeiro passo é a abertura da CAIXA-PRETA da Previdência , por especialistas da área , técnicos .!!!