quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Produtora do Porto Alegre em Cena é nomeada CC por Alabarse

A foto ao lado é do Facebook de Mentz Martins.

O secretário municipal da Cultura de Porto Alegre, Luciano Alabarse, que até um mês atrás ocupou posto igual na prefeitura petista de Canoas,  acaba de contratar a produtora cultural Adriana Mentz Martins para chefe da Unidade de Manifestações Populares, um dos melhores CCs da pasta.

O editor considera que a nomeação da nova CC do governo Marchezan Júnior poderá revelar conflito de interesses, isto porque a empresa de Mentz Martins atua há 17 anos na área de produção cultural, principalmente na produção do Festival Internacional de Artes Cênicas, Porto Alegre em Cena nas 15ª a 22ª edições. 

A AM Produções tem comparecido aos cofres públicos municipais para, além de fazer a captação de recursos através das leis de incentivo nacional e estadual, prestar serviços à prefeitura de Porto Alegre, remunerando-se tanto pela captação quanto pela elaboração de estudos e serviços técnicos, nos anos de 2014, 2015 e 2016.

8 comentários:

Anônimo disse...






E segue o trenzinho desgovernado, dos CCs do oficceboy do Aécio.

O contribuinte que se contente em pagar a conta, pois aquela estoria de acabar com os CCs era só para se eleger.




Anônimo disse...

Júnior, Júnior. O MP te adora e deve estar só esperando este tipo de oportunidade. Veja bem

Anônimo disse...

Gente! É pelo banco de talentos... vamô se respeitar....
kkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Dona da empresa que tem contrato com a Prefeitura vira CC? Chamem o MP já!

Anônimo disse...

FEDEU!

Anônimo disse...

Cruzcredu!
Unidade de Manifestações Populares?!?!
Eita carguinho pra faturar uma grana legal às custas dos trouxas contribuintes portoalegrenses.
Aqui em SC não tem nada disso, é corte e mais corte de cc's, inclusive na nossa "ilha da Magia".

Anônimo disse...

Tudo cafajeste.
E aí Marchezan fala sobre esse Luciano, mamador em cargo de confiança de vários governos. Cadê teu discurso de campanha.

Anônimo disse...

Marchezan sabe que tem de fazer um agrado aos esquerdistas da Cultura, é o mesmo que fazem os governos esquerdistas quando priorizam salários dos funcionários em dia a despeito da situação econômica. É uma desgraça isso.