terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

PMDB e PSDB já estão em “guerra” pela titularidade no Ministério da Justiça

Principais partidos da base aliada do governo federal, PSDB e PMDB devem travar uma disputa para indicar o novo ministro da Justiça que ficará no lugar de Alexandre de Moraes, indicado pelo presidente Michel Temer para assumir uma vaga no STF.

Peemedebistas marcaram encontro para a próxima segunda-feira na residência do novo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para debater o assunto. A ideia é influenciar a indicação do novo ministro, mas, segundo um dos participantes da articulação, ouvido pelo jornal O Globo, o nome não deverá ser de um senador.

No PSDB, os parlamentares também pretendem brigar para manter a vaga, já que Moraes é filiado ao partido. Dois nomes que estão sendo cogitados são os dos senadores Aloysio Nunes (SP), que é líder do governo no Senado, e Antônio Anastasia (MG), que já ocupou interinamente o Ministério da Justiça. Aloysio, no entanto, sai na frente por demonstrar mais “ambição” pelo cargo, segundo avaliação do jornal.

7 comentários:

Anônimo disse...

Jamais se viu algo parecido no Brasil nos últimos 50 anos, toda essa briga por ministérios e cargos.
E saber que o povo foi motivado a ir pras ruas para assistir tudo isso pacificamente

Anônimo disse...

A briga de cargos pelas beldades e o Brasil que se fod@ !

RICARDO disse...

MÁFIA NO PODER.

Unknown disse...

Farinha do mesmo saco!!!

Anônimo disse...

Que vergonha...o que virou o Brasil. Antes diziam que era culpa da Dilma..e agora que está 10 vezes pior?

Anônimo disse...

Cadê o povo nas ruas novamente? Fora Temer!

Anônimo disse...

Já vi este filme, estamos nos encaminhando para uma nova intervenção militar, e ao meu ver é bem vinda.