terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Moradores de Guarapari tentam tirar familiares de PMs da entrada de Batalhão

Revoltados com a falta de policiamento, vários moradores de Guarapari foram às ruas nesta terça-feira para protestar contra a paralisação da Polícia Militar do Espírito Santo.

Os manifestantes se organizaram através de uma rede social e foram para a frente ao 10º Batalhão. Eles tentam negociar com as mulheres dos PMs, que estão acampadas no local, desde o último sábado (04), e impedem a saída de militares, assim como acontece em vários municípios do Estado.


De acordo com os moradores, policiais à paisana fazem uma corrente para separar as famílias dos manifestantes.

2 comentários:

Anônimo disse...



Foram reclamar no lugar errado.

Os verdadeiros culpados, estão bem guarnecidos em suas casa e gabinetes.

Enquanto a população não aprender, quem são os que lhe fazem mal, o país não vai entrar nos eixos.

Incompetência politico-administrativa, 7 anos sem reajuste e com equipamentos sucateados, e a prisão do sargento por causa do colete, deu nisto aí.

Teremos mais movimentos deste tipo no país, dadas as prioridades com que os gestores tratam a segurança pública, um exemplo é o Polenta que não contrata pessoal, coloca um incompetente para administrar a pasta, não dá reajuste e quer agora retirar direitos, temos então um terreno fértil para uma paralisação com resultados catastróficos.

E isto que as cadeias estão quietas, o que é perigoso, pois presos quietos é sinal que estão tramando alguma coisa.






Anônimo disse...

A coisa ta feia, a coisa tá preta, quem não tá na mão de Deus, tá na unha do CaPTa.