quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Meirelles diz que povo não deve viver sob a tutela do Governo

Depois de anunciar que o Ministério da Fazenda estuda aumentar o limite do uso do FGTS para a compra da casa própria, em entrevista a Globo News, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles disse que o mais importante hoje é investir em empregos, combater a inflação e aumentar a renda. 

Para Meirelles, o que atinge o bolso da população é a inflação. E que o povo precisa ter disponibilidade de ter renda, de crescer e de fazer suas escolhas, e não viver sempre sob a tutelada de um governo ineficiente. O ministro adiantou ainda, que o governo se prepara para autorizar a venda de terras para estrangeiros, numa forma de conseguir mais recursos econômicos, e esta liberação deve estar pronta nos próximos 30 dias.

11 comentários:

Anônimo disse...

Resumo do que disse o ministro: o governo, no qual faz parte, é ineficiente e está vendendo o Brasil.

vladimir pinotti disse...

Concordo plenamente, desde que o governo não nos tire os olhos da cara através dos escorchantes impostos.

Anônimo disse...

E a melhor coisa para isso é diminuir o desemprego, o que este senhor não fez absolutamente nada até agora.
Meireles se preocupa com os bancos, só isso.

Anônimo disse...

Apesar das restrições que lhe faço, ao que parece está com pontos de vista muito lúcidos quanto ao que o país e o povo, necessitam.

Anônimo disse...

Isso mesmo! menos celular,, menos futebol, menos mimimi. Hoje pequei um ônibus as 7 horas da manhã e tinha 30 passageiros dos quais 25 com celular da moda e os dedos funcionando... Façam poupança.

Anônimo disse...

É um Lacaio.

Anônimo disse...

Está certo. Enquanto governo servir para roubar e pagar funcionalismo nada vai para a frente nessa joça.

Anônimo disse...

Muito bem, então propomos o seguinte: Redução da base tributária para 22% do PIB (como era entes do FHC e dos também comunistas Lula/Dilma e agora Temer), e eliminação de toda a burocracia fiscal e tributária, além da eliminação de toda a legislação de tutela e fiscalização do estado sobre a população, de pilantragem estatal aplicadas por agências do tipo Anvisa (e outras estrovengas do tipo). Daí poderá falar que o povo terá liberdade de conduzir sua própria vida. Menos Estado, mais liberdade, que haja voto distrital pleno, e mudança para governo parlamentarista, isso quer dizer diminuição do poder central, e promoção do que é a verdadeira DEMOCRACIA -> o governo do povo baseado em seus diversos distritos, de preferência quanto mais autônomos e maior número será melhor. Então sim poderão falar em povo sem Tutela. Portanto essa fala do ministro é no mínimo totalmente idiota, sem pé nem cabeça... é o próprio Estado que escraviza o cidadão, juntando tudo num curral, chamando de povo, aplicando sobre ele legislação absurda (monstruosamente burra) com todo o tipo de controle e proibições, que favorecem o escravismo, a pobreza, a ignorância, e agora vem falar em tutela ????? não dá pra aceitar tamanha imbecilidade...

Anônimo disse...

Uma EXCELENTE medida seria BAIXAR imediatamente 50% dos IMPOSTOS FEDERAIS, ESTADUAIS E MUNICIPAIS. Além de aumentar o consumo , aumentaria a poupança da população e diminuiria a corrupção .!!!

Anônimo disse...

sob a tutela do estado brasileiro só os politicos larápios e corruptos, com raras exceções.....e seus apaniguados e familiares....kkkk, patético esse meiguelles

Anônimo disse...

Nem povo e nem CORTES desta monarquia travestida de república.