segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Maus pagadores geram R$ 4,1 bi de dívidas aos municípios gaúchos

Levantamento do Tribunal de Contas do Estado aponta que a dívida ativa informada por 491 prefeituras, relativas principalmente ao não pagamento do IPTU e ISS, ultrapassa R$ 4,1 bilhões, o equivalente a 12% dos orçamentos somados.

O Executivo com o maior volume a reaver, por seu porte, é o de Porto Alegre. Em janeiro, a dívida atualizada, incluindo as administrações direta e indireta, chegava a R$ 1,98 bilhão.

Proporcionalmente, o município mais afetado pelos maus pagadores é Cachoeira do Sul, a 200 quilômetros da Capital, na Região Central, com valor equivalente a 138% da receita orçada.

3 comentários:

Anônimo disse...

Também com esse imposto iam querer o quê? Paga-se um aluguel para morar na própria casa! Ainda se dissesse que isso voltaria como algum benefício realmente relevante para a cidade, mas além de obras superfaturadas , os maiores cabides de empregos estão nas prefeituras!

Anônimo disse...

Certo e quando vem as informações do estado ?

Por quais razões não cobram ?!!

Anônimo disse...

QUANDO É O POVO QUE DEVE É MAU PAGADOR, QUANDO É O GOVERNO É FALTA DE RECURSOS?