domingo, 12 de fevereiro de 2017

Liberados os jornalistas da Record presos na Venezuela investigando propinas da a Odebrecht

Depois de quase  10 horas de detenção pelo serviço de inteligência da Venezuela (Sebin), foram soltos os jornalistas Leandro Stoliar e Gilzon Souza, da Rede Record, detidos enquanto investigavam possíveis pagamentos de suborno da construtora Odebrecht naquele país.

A prisão aconteceu enquanto eles faziam uma matéria sobre a ponte de Nigale, prometida em 2005 pelo então presidente venezuelano Hugo Chávez, morto em 2013, e até hoje não concluída pela empresa. Segundo o secretário-geral do Sindicato Nacional de Trabalhadores da Imprensa da Venezuela, Marco Ruiz, os policiais mandaram os jornalistas irem em seu próprio carro rumo ao Sebin. A Venezuela é o segundo país da América Latina, depois do Brasil, onde a construtora Odebrecht pagou mais subornos, chegando a US$ 98 milhões, conforme declaração em juízo dada em juízo pelo ex-presidente da empresa, Marcelo Odebrecht.

8 comentários:

Anônimo disse...

Isso é jornalismo investigativo e independente não é mesmo rede globo culpada em 80% no que estamos passando hoje conivente com os ladrões de colarinho branco.

Anônimo disse...

ISTO se chama SOCIALISMO!

Para quem gosta de ser roubado na luz do dia e ser parasitado nos seus rendimentos, este é um dos exemplos.

Anônimo disse...

Típico.. Povo na lama, comendo cachorros e gatos e os dirigentes políticos comendo caviar e aproveitando. Bando de malandros e criminosos da pior espécie é o que são!

sempre mais disse...

E os Direitos Humanos? A Venezuela não é mais sustentada pelo Brasil. Esse é o motivo da ira do ditador de lá. Os jornalistas daqui não fizeram nenhum comentário. Kkkkkk.,,,se fosse nos EEUU, a gritaria ia ser monstruosa. Os jornalistas daqui estão comendo na mão de G.Soros

Anônimo disse...

Lamentável que toda esquerdalha latina,estejam todos envolvidos com propinas das empreiteiras.
Acontece que historicamente,a esquerda mundial sempre foi isso.
Querem para si aquilo a que se dizem combater.
Vide MST,Stedile,et caterva.
E por falar,por onde andam?mudaram?onde os problemas sociais que iam resolver?
Alguém sabe deles?

Anônimo disse...

CHAVES,O POBRE OPERARIO QUE CHEGOU AO PODER DIZENDO VIVER E TRABALHAR PARA OS POBRES E AO MORRER DEIXOU DE HERANÇA MAIS DE 2 BILHOES DE DOLARES PARA A FILHA,COMO CONSEGUIU ESTE MILAGRE COM O SALARIO DE PRESIDENTE DE UM PAIS DE MISERAVEIS?COM CERTEZA DA MESMA MANEIRA QUE LULA,O HOMEM MAIS HONESTO DO BRASIL,TUDO FURTO DO TRABALHO.

Anônimo disse...

É uma ditadura madura. Na realidade não tem liberdade de imprensa, por estas e outras foram afastados do Mercosul.

Anônimo disse...

Nossa solidariedade aos jornalistas que passaram por maus momentos na Venezuela. Um gesto de coragem fazer jornalismo investigativo em um ditadura como a de Maduro .!!!