Laranja de gráfica complica situação de Dilma e Temer

Um homem que admitiu ser laranja de uma das gráficas que teria prestado serviços à chapa Dilma-Temer, na eleição de 2014, revelou a existência de um esquema financeiro envolvendo o proprietário da empresa.

Em seu depoimento ao TSE, ele assegurou ter feito falsos empréstimos de mais de R$ 1 milhão ao dono da gráfica, identificado como Rodrigo.

4 comentários:

Anônimo disse...

Complica a situação do temer tu quer dizer, né editor? A dilma tá em casa curtindo a aposentadoria, não muda nada pra ela a chapa ser cassada ou não!

Justiniano disse...

O PT tem um laranjal em Brasília e São Paulo, no último até se explica por ser um grande produtor de laranjas (frutas).

A quantidade de gráficas fantasmas e virtuais é algo que impressiona, tamanho é o volume de dinheiro que foi desviado.

Certamente que com toda essa quantia de impressos, poderiam colocar um santinho da Dilma por metro quadrado em todo o Brasil.

No ultimo comício de Dilma em Curitiba na campanha de 2014, o PT e Lula distribuíram várias maletas num total de 5 milhões em espécie, que vieram de jatinho. Dias depois várias camionetes L200 e Hylux começaram a rodar o estado fazendo campanha para Dilma e Gleisi. Imagine o que foi levado em outros comícios em outros estados.


Anônimo disse...

CÁRMEN LÚCIA CONDENA CENSURA DE TEMER: COISAS DEVEM SER ESCANCARADAS:

14/02/2018 - Brasil 247

Em meio à decisão da Justiça que censurou reportagens que podem complicar ainda mais o mandato de Michel Temer, a presidente do STF e do CNJ, ministra Cármen Lúcia defendeu publicidade total na vida pública; "Se não quero participar, não devia, como disse Sócrates, sequer ter o empenho de sair de casa. Quem cuida das coisas da cidade, dá-se a público inteiramente", disse; "A vida em público, em uma república, se faz em público", afirmou; ministra se posicionou contra pedido do Sindicato dos Servidores da Justiça de Tocantins (Sinjusto) para barrar a publicação de informações sobre a produtividade de servidores, juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO); a pedido de Michel e Marcela Temer, um juiz de Brasília determinou que os jornais Folha e Globo retirassem reportagens do ar que comprometem o peemedebista.

Anônimo disse...

Laranjas? E eu pensei que o PT fosse vermelho, o que é minha ignorância!