Inflação do IPC-Fipe de janeiro foi de apenas 0,32%, abaixo do que esperava o mercado

O IPC-Fipe registrou alta de 0,32% em janeiro, segundo os dados divulgados hoje. O resultado ficou bem abaixo da expectativa da mediana do mercado, que apontavam para elevação de 0,50%. 

O forte recuo em relação a dezembro, quando o índice tinha subido 0,72%, foi explicado pela desaceleração em cinco de seus sete componentes. Destacou-se a queda dos preços de habitação, que passaram de uma alta de 0,86% para outra de 0,01%. No mesmo sentido, os preços de vestuário passaram para o campo deflacionário, registrando queda de 0,86%, após aumento de 1,83% no mês anterior. Os preços de alimentação, transportes e despesas pessoais também contribuíram para o alívio da inflação ao consumidor em São Paulo, ajudando a mitigar os efeitos de alta dos reajustes escolares. Seguindo a sazonalidade do período, porém mostrando importante descompressão em relação ao observado nos anos anteriores, os preços de educação avançaram neste mês, passando de uma variação de 0,03% para uma alta de 6,51%. Com o resultado, o índice acumulou alta de 5,44% em doze meses, abaixo da elevação de 6,54% acumulada até dezembro. 

O resultado do IPC Fipe de janeiro reforça a previsão de uma elevação moderada do IPCA no período, de 0,40%, ficando bastante abaixo da variação média do primeiro mês do ano, de 0,60%. 


Nenhum comentário: