terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Inflação do IGP-DI despenca em função da queda dos custos das indústrias

O IGP-DI apresentou alta de 0,43% em janeiro, de acordo com os dados divulgados há pouco pela FGV, desacelerando ante a elevação de 0,83% registrada no mês anterior. Mais uma vez, o resultado foi inferior à projeção do mercado, de 0,48%.. Em relação às estimativas, a surpresa baixista se concentrou na descompressão maior que a esperada do IPA industrial, que desacelerou de uma alta de 1,98% para outra de 1,25% no período, puxada, principalmente pelo alívio dos preços de minério de ferro e de alimentos industrializados. Em linha com o esperado, o IPA agropecuário ampliou sua deflação em janeiro, ao oscilar de uma queda de 1,16% para outra de 2,05%, sugerindo continuidade do comportamento abaixo da sazonalidade dos preços de alimentação ao consumidor no curto prazo. Em contrapartida, o IPC acelerou de 0,33% em dezembro para 0,69% no mês passado, diante da maior alta em quatro de seus oito grupos, com destaque para a elevação sazonal de educação, leitura e recreação. No mesmo sentido, o INCC subiu 0,41%, ante 0,35% no mês anterior, impulsionado pela aceleração dos custos de materiais, equipamentos e serviços.

O mercado espera continuidade de desaceleração dos IGPs em fevereiro, para uma elevação próxima de 0,35%.

Nenhum comentário: