segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Herdeiro da Samsung é novamente ouvido pela Justiça coreana

O herdeiro do conglomerado Samsung, Lee Jae-Yong, prestou, na manhã desta segunda-feira, novo depoimento aos investigadores do escândalo de corrupção que provocou a destituição da presidente sul-coreana Park Geun-Hye.

Os promotores acusam Lee de pagar ou prometer US$ 36,3 milhões em subornos à melhor amiga de Park, Choi Soon-Sil, que está presa.  O pagamento serviria para que o governo apoiasse uma fusão de duas filiais da Samsung, que transfeririam mais poderes a Lee dentro da empresa, a maior fabricante de smartphones do planeta.

Um comentário:

Anônimo disse...

LÁ NA COREIA DO SUL, A JUSTIÇA FUNCIONA.
NO BRASIL A JUSTIÇA DEFENDE OS CRIMINOSOS E MASSACRA O POVO TRABALHADOR.