segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Freeway teve o maior movimento em 20 anos

Foi neste sábado de Carnaval o dia de maior movimento na freeway dos últimos 20 anos em direção ao Litoral Norte. É o que informa a Concepa, que administra a rodovia. Ao todo, 84.067 mil veículos passaram pela rodovia no deslocamento às praias do RS e de SC.

Até a noite deste domingo, 174 mil veículos passaram pela freeway rumo às praias gaúchas e catarinenses — mesmo número registrado no Carnaval do ano passado.

A Concepa esperava até 200 mil carros.
  

A partir desta segunda-feira, a Concepa começa a monitorar o movimento de retorno à Região Metropolitana de Porto Alegre. A estimativa é de que 190 mil veículos passem pela rodovia até a Quarta-feira de Cinzas.

8 comentários:

Anônimo disse...

E os desempregados? Como fizeram? Sao coisas que nunca entendi, falta pao em casa mas o lazer e ostentantacao sempre presentes. Por isso o Brasil eh o que eh.

Anônimo disse...

Não é caro passar o carnaval na praia.
100 pila de gasolina, 50 pila pro frango com farofa e mais 50 pra cega. Põe 4 no carro, 50 por cabeça. Dorme na praia, mi.. e ca.. nos comoros e depois 6 hs de congestionamento na volta.

Se pegar uma mocreia, já ta no lucro.

Anônimo disse...

No Brasil sempre foi assim, a crise pode estar detonando tudo mas sempre haverá dinheiro para bebida e festa.

Mr. Lincoln disse...

Feriadão na praia para todos; dinheiro há, dinheiro há. Tá todo o mundo cheio de reais, até os funcionários do Estado do Rio Grande do Sul; é a HERANÇA BENDITA DE DILMA E DO PT? Respondam guris da DIREITA TORTA...

Anônimo disse...

BOA, SINAL QUE O PIOR DA CRISE DEIXADA PELO PT MALDITO JA PASSOU, VAMU QUE VAMU

Anônimo disse...

Trabalho doze horas por dia
tenho direito a praia e a 4 dias de folga
crise tem sim
mas não vou ficar chorando por causa dela
os recalcados é quem ficam chorando
tô na praia e tomando cerveja

Anônimo disse...

A concessionária da Freeway tem que colocar sentido único na volta do Carnaval.

Anônimo disse...

Se o PT não tivesse quebrado o país teríamos um trem para ir à praia e um trem-bala entre Rio-SP