Fazenda dá 30 dias para micro e pequenas empresas pagarem impostos

Identificando divergências na movimentação financeira declarada no Simples Nacional por parte de algumas micro e pequenas empresas do Rio Grande do Sul, o Governo do Estado abriu um prazo de 30 dias para que todas elas se regularizarem no Fisco estadual.

Conforme dados levantados pela Fazenda Estadual, quase duas mil empresas gaúchas do Simples Nacional deixaram de registrar suas receitas brutas de janeiro de 2012 a junho de 2016. E quase dois mil contribuintes não fizeram o registro de receitas brutas, o que pode chegar a um valor de R$ 600 milhões. Com o não pagamento deste montante, também não aconteceu o recolhimento de ICMS sobre estes valores. Se os contribuintes não aproveitarem  este prazo dado pela secretaria da Fazenda, serão excluídos do Simples Nacional, um regime de tributação unificado que beneficia este tipo de empresas.

4 comentários:

Anônimo disse...

De 2012 até 2016 sem pagar impostos e ainda em operação ?
Como que a empresa que paga impostos consegue sobreviver com esta concorrência desleal ?

Anônimo disse...

Correto, pra cima desses empresários bandidos.

Anônimo disse...


E o fascista Ivo Sartori está desde janeiro de 2015 achacando os servidores, professores, brigadianos, em vez de fiscalizar e punir os caloteiros!

Quanta incompetência, tortura psicológica e injustiça pratica
esse carcamano filho de uma fabricante de bandidos, comedores de passarinho!!

Façanha, o advogado do povo disse...

Imposto devido, tem de ser pago, pô!