domingo, 5 de fevereiro de 2017

Ex-presidente peruano Alejandro Toledo poderá ser preso esta semana por corrupção

O ex-presidente do Peru Alejandro Toledo recebeu US$ 20 milhões em propina da Odebrecht, segundo investigações do Ministério Público daquele país.

O dinheiro teria sido pago em troca de fraudes na licitação da Rodovia Interoceânica, conhecida como Estrada do Pacífico, que liga o Acre ao sul do Peru.

O MP pedirá a prisão de Toledo, de acordo com o jornal "La Republica". Ele governou o país entre 2001 e 2006.

6 comentários:

Anônimo disse...

Funcionário Público não deveria ser eleitor, para que não pudesse ser cabo eleitoral do representante de sua corporação.

Resultado: Corporações contra corporações; cortes contra cortes.

Isto tudo é típico nas monarquias, não em repúblicas.

A propósito, o Rei Momo vem aí!


Anônimo disse...

A Odebrecht , empresa ícone de NINE, continua repercutindo a sua maldição na América Latina .!!!

Anônimo disse...

E o sapo barbudo vai ser quando?

Marcos Cavalcante

Anônimo disse...

Até no Peru será preso mais um envolvido com a Odebrecht. Aqui no Brasil temos um ex-presidente que comeu na mão da Odebrecht, usou jatinhos da Odebrecht, usufruiu de todas as benesses do poder a favor de um plano de poder e ele ainda está leve, livre e solto proferindo ódio, rancos e manipulação. Será que até o Peru tem judiciário melhor do que o Brasil???

Anônimo disse...

e no Bananistão tem ex-presidente ainda flanado livre, leve e solto por ai com discurseira politica em pleno velorio...

Anônimo disse...

Se forem investigar esses pseudos líderes da América Latina inteira, vão achar tanto vendido.

Procura o documentário "Assassinos econômicos" como agentes iam a várias países mundo a fora para derrubar lideranças e colocar outras lideranças corruptas no lugar. Eles começam com a América Central, América Latina e depois terminam no Oriente Médio.

Tem muito líder que é eleito só para afundar os seus países e doar tudo para quem pagar mais.