Disputa pela presidência de comissões paralisa o Senado

A falta de acordo na disputa pelo comando das 11 comissões permanentes do Senado está atrasando a formulação da pauta de votações. O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) fez um apelo, ontem, para que os líderes dos partidos se entendessem e as comissões pudessem ser instaladas. Sem acordo, no entanto, foi tudo adiado para a semana que vem.

Na disputa, os dois maiores partidos, PMDB e PSDB, brigam pelo comando da Comissão do Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle. O DEM reclama que o comando do PMDB está “escanteando” a legenda e privilegiando o PT.

5 comentários:

Anônimo disse...

Será que o PMDB está voltando para os braços do antigo parceiro?

Fernando Campos disse...

Apoiei o impeachment, mas vou votar no Lula, indiscutivelmente. Esses políticos decrépitos cujo único objetivo é escapar da Lava Jato não tem interlocução com a sociedade real. Atuam em bloco, governo, STF e Congresso. Não dá mais.

Anônimo disse...

Mixi Maria !!!!!
Quanta vontade de trabalhar.
Isso me enche de orgulho.

Anônimo disse...

É só safadeza nada mais. Não vejo ninguém ir contra a malandragem.

Anônimo disse...

Briga de abutres.
Enquanto as V. Exas., se engalfinham pelo butim, o povo sofre com o desemprego e projetos importantes encalhados naquela porcaria de Congresso que não anda.
Idem o Judiciário, o qual o símbolo deveria ser uma tartaruga e ainda condena em processos de ação civil pública com base no "princípio da eficiência", quá, quá.
Isso que eu chamo de piada de mau gosto.