domingo, 5 de fevereiro de 2017

Defesa de Temer nega relação de contas do PMDB com pagamentos suspeitos feitos da campanha presidencial

A defesa de o presidente Michel Temer  já encaminhou ao Tribunal Superior Eleitoral documento negando qualquer relação  da campanha eleitoral do PMDB com os pagamentos suspeitos a gráficas que prestaram serviços para a chapa Dilma-Temer nas eleições presidenciais de 2014.

Conforme relatório elaborado pela Polícia Federal, haveriam inícios de pagamentos irregulares a três gráficas que fizeram materiais para a campanha presidencial.  As contas da campanha da ex-presidente Dilma Rousseff e Michel Temer foram aprovadas com ressalvas no TSE, mas a pedido do PSDB que alegou irregularidades nas prestações de contas,  foram abertas novas investigações.

10 comentários:

Anônimo disse...

Essa gente é muito cara de pau.
Como confiar em governantes desse tipo ?

Anônimo disse...

A campanha era de Dilma, toda a doação era feita para Dilma, ninguém deu um centavo para eleger o Temer, portanto apesar dele estar ligado a Dilma como vice, naquele momento ninguém pensava nele, tudo era voltado para a reeleição da santíssima Madre Tereza de Calcutá!

Anônimo disse...

As contas do PMDB eram usadas para pagar outra campanha, a do Aécio talvez...

Anônimo disse...

O dinheiro que o PMDB arrecadava, nem chegava até a campanha.
Ia parar no caminho, no bolso de seus cafifes, entre eles ELISEU PADILHA conforme foi delatado
Padilha recebeu 10 milhões da Odebresch para o PMDB mas o PMDB diz que não recebeu

Anônimo disse...

Tem de tirar os direitos políticos da Dilmandioca!

Alberto disse...

Padilha, Moreira Franco, Aécio, Lula seguem rindo da nossa cara.

Anônimo disse...

O cheque de R$ 1 milhão para a campanha de Temer em 2014:

Doação da Andrade Gutierrez foi feita para o Diretório Nacional do PMDB, que posteriormente encaminhou à campanha de Michel Miguel Elias Temer Lulia, segundo defesa de Dilma perante o TSE.


10/11/2016 - Estadão

Um cheque de doação no valor de R$ 1 milhão do diretório nacional do PMDB, nominal à campanha do então candidato a vice-presidente Michel Temer em 10 de julho de 2014, diverge, segundo a defesa da ex-presidente Dilma Rousseff, da versão do empreiteiro Otávio Azevedo, da Andrade Gutierrez.
O PMDB reafirmou, em nota, que ‘sempre arrecadou recursos seguindo os parâmetros legais em vigência no país’. “Doações de empresas eram permitidas e perfeitamente de acordo com as normas da Justiça Eleitoral nas eleições citadas.”
O partido destacou que todas as suas contas eleitorais ’em todos esses anos’ foram aprovadas.
Em seu depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral, na ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, em setembro deste ano, Otávio Azevedo declarou que o valor foi doado ao diretório nacional do PT.
As doações de empresas para os diretórios dos partidos eram uma prática comum até o Supremo Tribunal Federal vetar repasses de pessoas jurídicas nas eleições, nova regra que entrou em vigor neste ano. Os diretórios é que decidiam, então, os candidatos destinatários dos valores doados e registrados na Justiça Eleitoral....

O cheque e os registros da prestação de contas, segundo a defesa de Dilma perante o TSE, mostrariam que o repasse de R$ 1 milhão feito naquele ano foi para o diretório nacional do PMDB. Posteriormente, o diretório encaminhou os valores para a campanha da chapa Dilma-Temer.
A defesa de Dilma Rousseff no processo acusou o delator de prestar falso depoimento à Justiça Eleitoral e pediu ao Ministério Público que apure o caso.

O RECIBO DA DOAÇÃO DO DIRETÓRIO NACIONAL DO PMDB À CAMPANHA, EM 14 DE JULH0...

Anônimo disse...

Que entendimento cretino. Se fosse assim tão desconexas as campanhas, mais ilegítima a posse do Frankstemer na presidência da república.

Anônimo disse...

E o checão de 1 milhão, doação nominal ao MT, anonimo das 09:54? Ou seja, não se municie apenas de noticias "veiculafas" da Rede Globo e do editor, que é chapa branca, que vc vai se quebrar.

Anônimo disse...

Dilma com toda a profunda fé religiosa que lhe é peculiar (até estava ontem junto com padres, tal a fé dela) deve estar rezando assim agora, só não sei para qual santo, pois Barrabás nunca foi santo!