Defesa de Temer nega relação de contas do PMDB com pagamentos suspeitos feitos da campanha presidencial

A defesa de o presidente Michel Temer  já encaminhou ao Tribunal Superior Eleitoral documento negando qualquer relação  da campanha eleitoral do PMDB com os pagamentos suspeitos a gráficas que prestaram serviços para a chapa Dilma-Temer nas eleições presidenciais de 2014.

Conforme relatório elaborado pela Polícia Federal, haveriam inícios de pagamentos irregulares a três gráficas que fizeram materiais para a campanha presidencial.  As contas da campanha da ex-presidente Dilma Rousseff e Michel Temer foram aprovadas com ressalvas no TSE, mas a pedido do PSDB que alegou irregularidades nas prestações de contas,  foram abertas novas investigações.