CPI do Cachoeira foi esvaziada a pedido do governo Dilma, diz Delcídio

A Agência Brasil informou esta manhã que o ex-senador Delcídio do Amaral disse ontem, em depoimento ao juiz da 7ª Vara Federal Criminal da Justiça Federal no Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, que a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira sofreu um esvaziamento por orientação do governo da ex-presidente Dilma Rousseff. A comissão foi instalada em abril de 2012 para apurar o envolvimento do contraventor Carlos Augusto de Almeida Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira, com políticos e agentes públicos. Delcídio foi ouvido no processo da Operação Saqueador.

Lula queria dar troco ao PSDB por causa da CPI do Petrolão. Leia:

- Ele [Lula] foi um dos incentivadores dessa CPI, porque atingiria líderes de oposição fortes que estavam em Goiás, porque era uma visão territorial. Depois das consequências todas que vieram, o próprio governo agiu no sentido de tirar o pé.

CLIQUE AQUI para conhecer mais detalhes do caso, contados por Delcídio do Amaral ao juiz.

2 comentários:

Anônimo disse...

PMDB AGORA CHAMA AÉCIO, PAI DO GOLPE, DE TRAIDOR:

O motivo da revolta da bancada peemedebista é o fato de o senador Aécio Neves (PSDB-MG), político mais delatado na Lava Jato, ter tentando emplacar seu próprio advogado, Carlos Velloso, como ministro da Justiça e chefe da Polícia Federal.

17/02/2017

Minas 247 - A reação da bancada do PMDB na Câmara foi forte contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), político mais delatado na Lava Jato, após a indicação do tucano de seu próprio advogado, Carlos Velloso, como ministro da Justiça e chefe da Polícia Federal no governo Temer.

Peemedebistas estão chamando Aécio de "traidor". PMDB e PSDB estavam brigando nos bastidores para ver quem levava o ministério da Justiça. E a disputa se acirrou após o PSDB levar a Secretaria de Governo, para a qual foi indicado o deputado tucano Antonio Imbassahy (BA).

A bancada do PMDB avalia que o partido, apesar de ter a presidência da República, está sendo tratado como "coadjuvante" por Temer. Os deputados argumentam que não há como o partido manter "posição de protagonismo" sem estar à frente de espaços importantes.

Anônimo disse...

Dilma tem moral ilibada e a santidade que sempre a fez uma elementA diferenciada.