"A sensação de trem desgovernado passou", diz Arminio Fraga

Conforme o jornalista José Fucs, em artigo publicado no jornal  O Estado de S. Paulo, decorridos quase nove meses desde que o presidente Michel Temer assumiu o cargo, em 12 de maio, o economista Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central, já não vê o Brasil à beira do precipício, como nos tempos de Dilma Rousseff.

Para ele, segundo Arminio, apesar de alguns tropeços aqui e ali, da crise política e das incertezas geradas pela Lava Jato, houve uma “mudança de peso” na economia no governo Temer. “Aquela sensação de que o Brasil era um trem desgovernado passou”.

VEJA O ARTIGO: