"Vai haver atraso no pagamento de salários", ameaça novamente o prefeito Marchezan Júnior

Charge disponibilizada no Google.

Atrasado para a entrevista coletiva que concedeu esta manhã, o prefeito Marchezan júnior voltou a profetizar atraso de salários. Ele vai acabar cumprindo o que prevê desde setembro do ano passado

Marchezan Júnior tentou dar ares de pompa e circunstância ao que ele chamou de "análise da situação financeira dda prefeitura de Porto Alegre". 

E voltou a ameaçar:

1) Os salários vão atrasar, mas não sei quando.
2) As obras em andamento não sairão tão cedo e não sei quando recomeçarão.

 "A Porto Alegre que recebemos" foi o título da apresentação.  Seus pontos centrais:

Conas vencidas e não pagas por José Fortunati
R$ 507 milhões.
- Nada será pago aos 2,8 mil fornecedores, antes de 90 dias.

Déficit municipal previsto para 2017
R$ 815 milhões.