Uber promove aumento abusivo nos preços dos serviços

Desde quinta-feira, o Uber cobra dos usuários uma taxa extra fixa de R$ 0,75. por corrida. O preço mínimo de uma corrida, que era de R$ 4,00, agora custa R$ 4,75. O novo custo é repassado ao consumidor, porque o motorista continua recebendo 80% do valor e o Uber fica com os outros 20%.

O Uber deu explicações furadas para jusrtificar o aumento abusivo.

32 comentários:

Emmanuel Carlos disse...

Ainda é mais barato que o táxi normal ......

Anônimo disse...

A opção de ir a pé ou de táxi continua valendo. Livre mercado.

Anônimo disse...

é so voltarem para o velho taxi de sempre...

Anônimo disse...

Abusivo ?????
Nao entendi.

Anônimo disse...

gente, pega quem quer, pode, e gosta de um bom serviço, diferente do transporte público que o povo se obriga a pagar e andar em ônibus velhos.

Anônimo disse...

Políbio, isto é um problema do Uber. Ninguém é obrigado a usá-lo. Exercitemos o livre arbítrio. Chega de tutela, não somos incapazes. A tua matéria cheira a mofo.

Anônimo disse...

No que o editor se baseia para taxar o aumento de R$ 0,75 POR CORRIDA de abusivo? Quem sabe ele quer que a EPTC passe a regular o preço desse serviço também? Está faltando um pouco de coerência - para dizer o mínimo - ao editor, que defende o capitalismo e a livre iniciativa, mas pelo jeito deseja que o Estado interfira na atividade econômica quando se sente prejudicado. Ora, a concorrência está aí exatamente para isso: não concorda com o preço ou acha que a qualidade do serviço caiu? - E.T.: eu penso que caiu mesmo - chama o Cabify, ou vai de táxi, ou vai de carro, ou, ou, ou... Só não dá pra ficar pregando a saída do Estado da economia - com a qual eu aliás concordo em 100% - e depois ficar reclamando quando o Mercado faz seus movimentos de ajuste.

AHT disse...

"Quem" é UBER?
Uma empresa genuinamento brasileira?
Não. É uma empresa multinacional norte-americana passando a mão no dinheiro de usuários de TAXI em várias partes do Mundo.
Nâo acho justo essa concorrência para com os nossos Taxistas regularmente credenciados pelos Municípios onde atual.
Cobram 20% do recebido pelo "motorista Uber"?
Aqui, no Brasil, quanto de impostos pagam aos cofres municipais, estaduais e federal? Qual o controle existente para conferir se realmente pagam o imposto devido?
Nâo somos obrigados a aceitar que uma empresa estrangeira prejudique milhares de taxistas brasileiros.
Nunca usei e não vou usar esse de Uber.

Tio Patinhas disse...


Um aumento de R$ 0,75 sobre uma tarifa mínima de R$ 4,00 significa um aumento de 18.75%

75 centavos gastando-se a mais uma vez ou outra, "não é nada, deixa de miser4ê, seu mão de vaca!".

Se todos os dias a pessoa se utiliza duas ou mais vezes por dia e por uma distância bem mais que a tarifa mínima, então - mensalmente, multiplique-se R$ 0,75 por 100, 200, 300 e a "despesinha extra" saltará, respectivamente, para R$ 75,00, R$ 150,00, R$ 225,00 mensais. Multiplicando-se por 12 meses, então o acréscimo da despesa anual usando a UBER será de R$ 900,00, R$ 1.800,00, R$ 2.700,00, respectivamente.

Anônimo disse...

Aprenderam rápido como funciona a gandaia brasileira.

Anônimo disse...

Livre mercado é isso, usa quem quer.

Anônimo disse...

R$ 0,75 é aumento abusivo?
Desculpe, Polibio, mas tu anda muito estranho.

Rosenara disse...

UBER é modinha, já já mostra as garras, serviço desleal e pirata, deviam liberar a pirataria se o que vale é o preço final..reclamações já são muitas, amigas querem fazer reclamação e não conseguem.. um monte de motorista abusado

Anônimo disse...

A falta de coerência é generalizada. Deve ser a idade.

Anônimo disse...

Livre mercado e' o caminho. Quem optar por taxis que o faca.

A proposito, taxis em porto alegre sao nojentos. Nao da pra comparar com os de Sao Paulo. Velhos, sujos, motoristas mal ajambrados, fedorentos. Talvez o km seja muito barato na cidade, sei la.

NEWTON disse...

Enquanto os usuários tiverem opções para não usarem o UBER, eles podem cobrar quanto quiserem. Aproveitando: como podem chamar um governo que nunca foi liberal, em nenhum momento de sua história, em NEOliberal?

Anônimo disse...

Eu tbm. não!

Anônimo disse...

Pelo visto ninguém aqui foi a uma aula de Teoria Econômica I para saber o que é dumping. O Uber está agindo contra o livre mercado e o livre arbítrio justamente prostituindo mercado. O Uber está se provando tão capitalista quanto o Eike Batista.

Anônimo disse...

Abusivo é um prato raso de batata frita custar$ 18,00 na beira da praia de Capão da Canoa.

Anônimo disse...

Concordo com os demais: todos tem livre opção para usar o serviço. Ninguém é obrigado e existem várias alternativas.
A tarifa dinâmica existe aqui nos USA há muito tempo e, outra vez, usa quem quer. Eu mesmo já paguei um valor bem elevado no horário de rush e com chuva em Manhattan, quando é impossível conseguir um amarelinho. Mas, naquela ocasião, achei que valia a pena e paguei.

Anônimo disse...

Entraram "se enfiando", de forma sorrateira e goela abaixo! Agora que conseguiram, começam a colocar as garras de fora! Mesmo assim, os táxis continuam sendo um grande lixão e antro de todo tipo de maracutaia, com honrosas exceções!

Anônimo disse...

ABUSIVOS SAO OS TAXISTAS MAU HUMORADOS, SEM EDUCAÇAO, GROSSEIROS EU COMO MULHER ODEIO VARIOS TAXISTAS QUE ME TRATARAM MUITO MAL JÁ - TAXISTAS SAO UM BANDO DE GROSSEIROS FICAM HORAS NO TRANSITO E DESCARREGAM SEU MAU HUMOR NOS PASSAGEIROS QUE AINDA POR CIMA ALEM DE RECEBEREM UM PESSIMO ATENDIMENTO TEM QUE PAGAR TARIFAS CARISSIMAS, EU PREFIRO O UBER ONDE OS MOTORISTAS SE VESTEM BEM E SAO EDUCADOS

Anônimo disse...

ABUSIVO É AGUENTAR TAXISAS SUJOS MULAMBENTOS A GENTE ATE LEVA UM SUSTO QUANDO ENTRA NESTES TAXIS ALEM DISTO OS TAXISTAS DO RIO GRANDE DO SUL TODO SAO NA MAIORIA SIM UNS MULAMBENTOS, E AS TARIFAS SAO ALTISSIMAS. DEIXEM O UBER EM PAZ QUEM QUE IR DE UBER QUE VA, POIS NAO TEM TAXIS P ODO MUNDO MESMO,O EM DIAS DE CHUVA É UM INFERNO CONSEGUIR UM TAXI, O UBER NAO É FORA DA LEI NAO TEM SUA REGULAMENTAÇAO

Anônimo disse...

Aqui as 18 e com temporal os TAXIS somem!!!

Anônimo disse...

Utilizo Uber sempre que posso! Hoje veio um HB20S preto, ar condicionado a todo vapor, limpinho! O motorista muito educado, um senhor que me disse que seu carro não ficou como Uber Black porque ele não tem banco de couro. O aplicativo pede avaliação do serviço prestado, trabalha com um padrão para os carros, te mostra o preço antes de tu solicitar a viagem, tem todos os seus motoristas e usuários cadastrados. Já os taxistas é aquele velho problema, carro velho, sujo, se puderem dão seis voltas a mais na quadra e só ligam o ar quando se implora.

Anônimo disse...

Usa quem quer...

Paulo Bergamaschi disse...

Que pobreza. E eu perdendo meu tempo em ler uma tolice destas. Leitores do nível que leem seu blog não deveriam estar expostos a manchetes tão tolas.

Rosenara disse...

UBER, empresa pirata, não regulamentada, quem usa deve ser o tipo de pessoa que apoia tudo que não presta, usem mesmo, tomara que tomem na cara com assaltos, abusos, depois vão chorar atrás de um taxi

EGON RESSEL disse...

A UBER é uma empresa privada. Chamar um aumento de preço de qualquer valor não é abusivo. Se está mais caro procure outra empresa e pronto.

Anônimo disse...

Na verdade, sem entrar no mérito das críticas ao editor, dá pra dizer que é abusiva sim. Não pelo fato de que tenha que ser regulada pelo Poder Público (e não deve mesmo), mas pelo fato de que é um aumento injustificado feito pela Uber.
Primeiro, porque R$ 0,75 são, na verdade, 18,7% de aumento no valor da corrida mínima.
Segundo porque, as despesas administrativas devem ser custeadas pelo que a empresa fatura, como qualquer empreendedor.
Isso me lembra o que aconteceu com os bancos e outras entidades, há muitos anos atrás, quando criaram taxa de manutenção de conta e, a partir daí, taxa pra tudo o que desse na telha (cadastro, folha de cheque, operação bancária).
Daqui um pouco o Uber talvez queira, também, cobrar uma taxa pra manter cadastro ativo de usuário. Quem sabe...?

Anônimo disse...

Não dá idéia, vai que eles lêem essa da taxa de manutenção de cadastro e implementam.

Anônimo disse...

Em Porto Alegre está apta a operar, a Assembleia aprovou em 2016. Nunca fui um motorista do Uber foi menos que solicito ao prestar serviço e nunca fui atendida por outro motorista que não o habilitado. Já não posso dizer mesmo do táxi, além de vários motoristas grosseiros e carros velhos ainda canso de pegar táxi cuja foto da licença não pertence ao motorista. Um dia desses peguei um táxi em que o motorista me repreendeu porque eu estava levando o carrinho dá minha filha e ainda me cobrou extra, coisa que nunca aconteceu comigo no UBER.