segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Trogildo quer Tanise, mulher do secretário Sabino, no cargo de diretor Financeiro da Câmara, R$ 26 mil mensais.

A vitória de Marchezan Júnior foi uma bênção dos céus para a família do pastor, vereador e secretário Elizandro Sabino. Na foto, ele é ladeado pela ex-secretária Adjunta de Planejamento de Fortunati e pelo vice-prefeito Gustavo Paim

Somente o frisson ocasionado pela informação sobre as polpudas nomeações para CCs da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, contemplando os interesses da mulher de Kevin Krieger, secretário de Relações Institucionais do prefeito Marchezan Júnior, e a irmã do deputado Maurício Dziedricki, que apoiou o prefeito no segundo turno, segura a aprovação do nome de Tanise Amália Pazzim, mulher do novo secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, o vereador Elizandro Sabino, PTB.

O vereador é pastor da Assembleia de Deus e se deu muito bem na política de Porto Alegre.

O companheiro de Elizandro Sabino no PTB, Cássio Trogildo, presidente da Câmara, quer nomear Tanise Pazzim para o cargo de Diretora Financeira, cargo no qual faturará R$ 26 mil mensais, mais do que o marido. O atual diretor é Breno Santos de Oliveira. A mulher do secretário Sabino já tinha ocupado CCs no Dmae e na Fasc.

Tanise Pazzim foi secretária Adjunta do Planejamento, nomeada para o cargo pelo ex-prefeito José Fortunati, com salários mensais de R$ 20.649,14. Com os desconos, em dezembro ela faturou R$ 15.264,67 líquidos. Ela só saiu do cargo no último dia útil do ano, tudo para evitar nepotismo direto na prefeitura, já que seu marido já era certo como membro do secretariado de Marchezan Júnior. Mas garantiu vaga numa das melhores CCs da Câmara.

Caso a nomeação confirme-se, será outro caso de evidente nepotismo cruzado praticado por membros do primeiro escalão do prefeito do PSDB.

Um comentário:

Anônimo disse...

Logo, logo vai ter aumento do IPTU.
Aï não vai faltar dindin para os CCs