TCE fará auditoria em contas das penitenciárias do Rio Grande do Sul

O Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul vai realizar auditoria nas contas das penitenciárias gaúchas. A inspeção foi autorizada pelo presidente do TCE, Marco Peixoto, atendendo pedido do Ministério Público de Contas (MPC).

O TCE avaliará o quadro de pessoal, a estrutura dos presídios e o custo do sistema. O objetivo é diagnosticar e apontar soluções para a falta de vagas prisionais que causam a lotação de celas de delegacias de Porto Alegre e da Região Metropolitana com presos temporários. A Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul estima que faltam 11 mil vagas no sistema penitenciário a afirma que, diariamente, somente na Região Metropolitana de Porto Alegre, mais de 100 suspeitos são presos.

Um comentário:

Anônimo disse...

A possibilidade de corrupção nos presidios é MUITO GRANDE!
Roubos de comida
Roubos de materiais-luzes, fios, materiais de construção e outros tantos.
Vistas grossas dos agentes penitenciários permitindo a entrada de objetos variados proibidos, recebendo pixulecos e mais pixulecos.