quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Startup nascida na Ufrgs cria ferramenta que pode salvar vidas

De acordo com o Ministério da Saúde, atualmente o Brasil conta com 494.496 leitos hospitalares disponíveis, sendo 337.011 exclusivamente do SUS. Para acabar com a procura por vaga em um desses leitos nasceu ferramenta Leithos, criada pela startup beeIT, empresa incubada no Centro de Empreendimentos em Informática da Ufrgs.

Criada pelos sócios Sandro e Leonel Pinheiro, analistas de sistemas, e Giancarlo Soares, desenvolvedor, o novo aplicativo levou 16 meses para ser concluído e tem o objetivo de reduzir em até 60% a ociosidade de leitos hospitalares, promovendo uma gestão inteligente e a otimização das vagas.

Por meio de um tablet instalado em carrinhos de limpeza ou fixado em pontos estratégicos nas alas dos hospitais, o aplicativo permitirá a verificação dos leitos que estão aptos a receber pacientes, quais ainda devem ser higienizados, o monitoramento do período para limpeza e a liberação final. Quando o paciente recebe alta, o sistema de gestão do hospital avisa a ferramenta que aquele leito está desocupado e apto a ser preparado para um novo paciente.

4 comentários:

Anônimo disse...

ok, as macas continunarão caindo aos pedaços, mas haverá um tablet, que durará ate algum ladrão se apossar dele) em cada ala...

é a nossa velha mania de nao termos nem o basico e ja partirmos para os penduricalhos...

ô país cansativo...

Anônimo disse...

16 meses para fazer algo que um papel, caneta e boa gestão fariam.

Quero ver se esse tablet e prograna vãao ajudar nas "vendas" de leitos.

Anônimo disse...

essa trabet nao dura uma semana vai parar na mao de alguma amante de medico

visionst3 disse...

16 meses? kkkkkk, as tal da stratáps no BR virou lavagem, tudo com o aval de sebrais e senais da vida